Legislativo de Concórdia congela salários de vereadores, prefeito e secretários para os próximos quatro anos

Projetos que tratavam das remunerações foram debatidos e tiveram aprovação unânime

Por Oeste Mais

18/06/2020 09h33


A Câmara de Vereadores de Concórdia aprovou em segunda votação, nesta quarta-feira, dia 17, o congelamento dos salários do Legislativo e Executivo do município para os próximos quatro anos.

 

Os projetos que tratavam das remunerações foram debatidos e tiveram aprovação unânime. Com isso, os salários dos vereadores, prefeito, vice-prefeito e secretários não terão aumento até o final de 2024.

 

No caso dos salários, o valor mensal de secretário municipal, para o mandato que iniciará em 1º de janeiro de 2021, permanece fixado em R$ 9.084,05. O subsídio mensal do prefeito segue fixado em R$ 19.311,03 e do vice-prefeito em R$ 9.655,51. Já para os vereadores, o salário mensal é de R$ 7.513,70.

 

Número de vereadores

 

Além dos projetos que tratam dos subsídios, também foi aprovado o número de vereadores da Câmara de Concórdia, mantendo as mesmas 13 cadeiras disponíveis atualmente para a próxima legislatura.

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.