Câmara de Ponte Serrada devolve quase meio milhão de reais para Prefeitura em 2019

Último valor, de R$ 144 mil, foi repassado nesta terça-feira pelo presidente Marcelo Wrubel ao prefeito Alceu Wrubel

Por Jhonatan Coppini

24/12/2019 12h33 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



A Câmara de Vereadores de Ponte Serrada devolveu R$ 476 mil aos cofres públicos do município ao longo de 2019. Os recursos – provenientes do duodécimo (orçamento) do Legislativo – foram destinados para auxiliar entidades e investir em diferentes áreas.

 

O último valor, de R$ 144 mil, foi repassado pelo presidente Marcelo Tadeu Wrubel ao prefeito Alceu Alberto Wrubel (Tibe) nesta terça-feira, dia 24. “Essa parceria acontece tendo um bom diálogo entre Legislativo e Executivo”, resume Marcelo.

Prefeito recebeu último repasse do presidente do Legislativo nesta terça-feira (Foto: Jhonatan Coppini/Oeste Mais)

Do total, R$ 20 mil foram para a Apae, R$ 120 mil para a compra de um rolo compactador, R$ 40 mil de auxílio aos estudantes universitários e R$ 30 mil para o Corpo de Bombeiros adquiririr equipamentos. Ainda foram repassados R$ 50 mil ao Hospital Santa Luzia, R$ 22 mil à Banda Municipal Tropeiros da Ponte e R$ 50 mil para a construção de vestiários no complexo esportivo, além dos R$ 144 mil devolvidos nesta terça-feira, que contribuirão para cobrir despesas da administração.

 

No próximo ano, uma das metas do presidente do Legislativo é destinar recursos da casa para que a implantação de câmeras de videomonitoramento em pontos estratégicos da cidade. Também é intenção manter as parcerias em benefício ao Hospital Santa Luzia, auxílio aos acadêmicos, Corpo de Bombeiros e outras entidades. “A ideia é continuar repassando parte do orçamento da Câmara para atender demandas da comunidade”, diz Marcelo.

 

“Temos tido diálogos constantes, visando parcerias, encaminhamentos e esclarecimentos de diversas ações”, reforça o prefeito. Tibe classifica o bom relacionamento com o Legislativo como algo que fortalece o município. “O nosso reconhecimento, em nome da administração, na pessoa do presidente e extensivo a todos os vereadores, indistintamente, que têm contribuído para o que o município procure cada vez mais se desenvolver”, expressa.

 

Mais de 100 matérias aprovadas

Câmara aprovou mais de 100 matérias ao longo de 2019 (Foto: Arquivo/Oeste Mais)

Ao longo do ano, a Câmara de Vereadores de Ponte Serrada aprovou 36 projetos de lei ordinária, sendo oito suplementações; três projetos de lei complementar; 32 pedidos de informações; e 63 indicações. Outros dois projetos de lei ordinária ainda estão nas comissões de análise do Legislativo.

 

“Não tivemos nada rejeitado na Câmara Municipal de Vereadores. Isso mostra a grandeza dos meus colegas, aos quais também quero agradecer, porque para o trabalho do presidente ir bem, todos os vereadores precisam seguir o regimento dessa casa”, avalia Marcelo.

 

TV Câmara

 

Implantada no segundo semestre de 2019, a TV Câmara é considerada pelo presidente como uma iniciativa de transparência para as sessões. Dezenas de pessoas assistem ao vivo às reuniões por meio dos canais do Legislativo no Facebook ou YouTube. “Isso dá transparência e mostra o serviço de cada vereador. O cidadão também tem que acompanhar o trabalho e opinar, procurar o vereador para conversar sempre que precisar”, recomenda.

 

Próximo ano

 

Com uma eleição municipal no caminho, o próximo ano promete mais desafios na condução dos trabalhos. O presidente deseja que o respeito prevaleça ao longo dos meses, independentemente do posicionamento político de cada vereador.

 

“A comunidade não quer mais ouvir tanta discussão acirrada, quer que o vereador mostre, valorize e reconheça o salário que está ganhando. Vamos ter diálogo, nós vereadores temos que trabalhar com muita harmonia. Embora tenham situações de discordância, jamais podemos faltar com respeito um com o outro”, finaliza Marcelo.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.