Mais de 5 milhões de eleitores devem votar em Santa Catarina

Resultado do pleito deve sair em torno das 20h deste domingo no Estado

Por Oeste Mais

07/10/2018 09h10 - Atualizado em 14/06/2021 22h01



As eleições deste domingo, dia 7 devem ser as maiores da história de Santa Catarina, conforme o Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC). O processo deve mobilizar 5.070.212 de eleitores, dos quais 3,7 milhões (75%) vão votar usando a impressão digital, a biometria.

 

Para a contagem dos votos, terá uma grande operação, na qual há 19.089 urnas envolvidas. São 15.562 para votação, 354 urnas para justificativas e 3.173 de urnas de contingência, que substituem as urnas quebradas.

 

A partir das 7h serão instaladas as seções eleitorais, com a emissão dos relatórios das urnas eletrônicas instaladas. A votação ficará aberta das 8h às 17h, mas para participar, é necessário levar à sessão eleitoral documento com foto ou, quem fez a biometria, pode baixar o aplicativo e-título, da Justiça Eleitoral, que serve como um documento.

 

O estado tem tradição de ser um dos primeiros a terminar a contagem dos votos, segundo o TRE-SC. Para a eleição estadual, a previsão é de que o eleitor conheça os primeiros colocados entre 20h e 21h de domingo.

 

Ordem da votação

 

Deputado Federal: com quatro dígitos

Deputado estadual: com cinco dígitos

Dois senadores: com três dígitos

Governador e presidente: dois dígitos

 

No site do TSE é possível conferir a relação de todos os candidatos a Governador, Senador, Deputado Federal e Deputado Estadual.

 

Veja o que está proibido

 

Que o eleitor leve para a urna aparelho celular, máquina fotográfica, filmadora ou equipamento de radiocomunicação. A mesa receptora pode reter esses equipamentos enquanto o eleitor estiver votando.

 

Manifestação individual e silenciosa de preferência eleitoral ou partidária são permitidas. Mas até o término das eleições são proibidas as aglomerações de pessoas com roupas padronizadas, com bandeiras, broches e adesivos que caracterizam algum tipo de manifestação coletiva em apoio a candidato ou partido político.

Que servidores da Justiça Eleitoral, mesários e fiscais partidários usem roupas ou objetos com propaganda de partido político.

 

Uso de alto-falantes, a promoção de comícios e carreatas, a propaganda de boca de urna e a divulgação de material de campanha. Publicação de novos conteúdos ou impulsionamento de propagandas digitais na internet também está vedada. A desobediência a esta norma é crime.

Com informações do G1 SC


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.