Damaceno quer ser ‘elo de ligação entre cidadãos e poder público’

Oeste Mais traz na íntegra discurso do novo vice-prefeito de Ponte Serrada

Por Oeste Mais

31/08/2013 19h39 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Oficialmente no cargo de vice-prefeito do município, Gilson Damaceno fez um discurso em tom de agradecimento e comprometimento após tomar posse na tarde deste sábado, dia 31, em cerimônia realizada na Câmara de Vereadores de Ponte Serrada.


Damaceno disse que o momento foi de grande emoção. No início do discurso ele fez questão de dizer que as marcas da disputa eleitoral foram apagadas. “Prometo agir por estes três anos e quatro meses com correção com aqueles que forem corretos, e não serei injusto e rancoroso com aqueles que nos combateram”, ponderou.


O vice-prefeito ainda falou da responsabilidade que tem pela frente. Segundo ele, a maior preocupação será honrar a oportunidade que lhe foi concedida na urna. “Pretendo pautar minha atuação como vice-prefeito descrita em uma palavra: diálogo, sendo um elo de ligação entre os cidadãos ponteserradenses e o pode público”, destacou.


O portal OESTEMAIS.COM.BR traz na íntegra o discurso de Gilson Damaceno logo após tomar posse do cargo. Leia abaixo:


Convictos nesta mensagem que fomos trazidos até aqui nos braços de 3.672 amigos. A esses tantos, minha eterna gratidão. No entanto, nosso município conta hoje com mais de 11 mil habitantes e é voltada a todos que será norteada nossa administração. De minha parte, as marcas das disputas estão apagadas, prometo agir por estes três anos e quatro meses com correção com aqueles que forem corretos, e não serei injusto e rancoroso com aqueles que nos combateram, mesmo quando esse combate passou do nível republicano.


Neste momento, tudo me causa grande emoção. Passado, presente e futuro. Passado pelas árduas lutas de ontem. Presente pela realidade vivida agora. Futuro pela esperança que sempre devemos depositar no amanhã.


Venho aqui, hoje, ao lado do meu amigo e prefeito, Duda. Sobre bênçãos de Deus e aos olhos atentos das autoridades e diante dos responsáveis por esse momento grande: o povo.


Investi-me ao cargo de vice-prefeito do município, convicto que não serei vice-prefeito, apenas estarei como vice-prefeito. Porém, diante da emoção vivida pelo momento, sei da responsabilidade que a partir de agora cai sobre os meus ombros.


Não me preocupa aos encargos de trabalho, pois aprendei desde muito cedo isso com meus pais. Minha maior preocupação é honrar a oportunidade que me foi concedida, para que assim eu possa ser merecedor das aspirações do povo.


Fizemos nossa campanha sempre usando uma linguagem franca e norteada pela verdade. Pretendo pautar minha atuação como vice-prefeito descrita em uma palavra: o diálogo. Sendo um elo de ligação entre cidadãos ponteserradenses e o poder público.


Estarei ao lado do prefeito Duda em todos os momentos, buscando ajudá-lo naquilo que for preciso, auxiliando quando for necessário e substituindo quando não puder se fazer presente.


Porém, se ao final do nosso mandato toda população possa ter acesso à saúde, educação e que grande maioria possa ter sua casa própria ou ao menos um lar decente e um trabalho digno que possa desempenhar com amor, aí sim poderemos dizer que tudo isso valeu a pena. Caso contrário, teremos motivos de sobra para nos cobrirmos de vergonha.


Por isso definimos como prioridade do nosso governo a saúde, habitação e emprego. E não pouparei esforços para que isso aconteça.


Também sou ser humano propício a erro e falhas. Mas não tenho compromisso com elas, e não terei de me arrepender e voltar atrás se assim tiver que ser feito.


E para finalizar, quero aqui proclamar uma famosa frase de um pacifista indiano, Gandi, que acredito ser muito oportuna por toda trajetória pessoal que vivi até aqui. “Primeiro te ignoram. Depois riem de ti. Depois te atacam. E no fim você vence.” Um grande abraço e fiquem com Deus.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.