Sargento marido de policial morta em tentativa de assalto em Natal volta a Chapecó

Ele também levou tiro e ainda se recupera dos ferimentos após o assalto nas férias do casal na cidade nordestina

Por Oeste Mais

15/04/2018 12:45


O sargento da Polícia Militar de Chapecó, Marcos Paulo da Cruz, de 43 anos, que foi baleado em uma tentativa de assalto em que morreu a mulher dele em Natal (RN), no último mês, voltou neste sábado, dia 14, para Chapecó. A soldada da PM, Caroline Pletsch, de 32, foi atingida por um tiro e não resistiu. Os dois passavam férias na cidade nordestina.

 

O voo comercial que trouxe o sargento pousou por volta das 13h30. O primeiro pedido dele foi ir até o Cemitério Jardim do Éden, onde está enterrado o corpo de Caroline Pletsch. Ele estava acompanhado de um policial militar.

Sargento Marcos Paulo foi recebido por familiares e colegas da corporação (Foto: Valeska Lippel/NSC TV)

Marcos Paulo da Cruz ficou internado no Hospital da Polícia Militar do Rio Grande do Norte desde o dia 26 de março, quando assaltantes atiraram nele e na esposa, e somente nesta semana conseguiu liberação médica para retornar a Chapecó.

 

Dezenas de carros da Polícia Militar e colegas de farda recepcionaram o sargento. O encontro com a família foi reservado, mas, na saída, o sargento foi cumprimentado por cada um de seus colegas.

 

Do cemitério, o sargento foi levado para um hospital para passar por exames médicos e depois seguiu para casa de parentes. A polícia não gravou entrevista, mas disse que vai prestar todo o apoio necessário para o sargento e para as famílias envolvidas.

 

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte segue investigando o caso. Dois dos quatro suspeitos de participarem do crime foram presos e um foi morto num confronto com a polícia.

 

Marcos Paulo e Caroline estavam em férias em Natal quando foram baleados numa pizzaria. Após atirarem nos dois, os criminosos fugiram levando a arma do sargento. Os policiais foram levados ao pronto-socorro, mas ela, em estado grave, não resistiu.

 

A policial trabalhava com o sargento no 2º Batalhão de Polícia Militar da Fronteira (2ºBPM/Fron) em Chapecó. Caroline nasceu em Campo Grande (MS), mas vivia em Chapecó desde criança, tendo entrado na corporação em 2013.

Do G1/SC


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.