Motorista é flagrado pela quinta vez dirigindo embriagado em SC

PRF flagrou 213 motoristas dirigindo sob efeito de álcool neste final de semana nas rodovias federais do estado

Por Oeste Mais

12/08/2019 12:32 - Atualizado em 12/08/2019 12:32



Operações contra embriaguez ao volante foram realizadas no final de semana (Foto: PRF)

Um motorista de 39 anos foi flagrado neste domingo, dia 11, dirigindo alcoolizado e com o direito de dirigir suspenso por embriaguez na BR-470 em Blumenau. A ocorrência foi registrada por volta do meio-dia. Foi a quinta vez que ele foi flagrado dirigindo bêbado, segundo a Polícia Rodoviária Federal.

 

Houve várias denúncias contra o condutor por direção perigosa. Os policiais abordaram o homem e constataram que ele estava com o direito de dirigir suspenso por já ter sido flagrado dirigindo sob efeito de álcool. Além disso, o motorista se recusou a fazer o teste de alcoolemia.

 

Segundo a PRF, a Polícia Militar já tinha prendido três vezes o motorista por dirigir embriagado. Outra vez ele já havia sido preso pela PRF.

 

Além dos autos de infração por se recusar a fazer o teste de alcoolemia e estar com o direito de dirigir suspenso, o veículo foi autuado por estar com pneus “carecas” e o proprietário foi autuado por entregar a direção do carro a pessoa com o direito de dirigir suspenso.

 

213 motoristas embriagados em SC

 

Uma grande fiscalização de alcoolemia nas rodovias federais de Santa Catarina foi realizada pela PRF neste final de semana. Os destaques foram as fiscalizações na BR-101 em Palhoça e na BR-282 em Maravilha.

 

Foram flagrados 213 motoristas dirigindo sob efeito de álcool. Segundo a PRF, foi o final de semana com o maior número de motoristas flagrados dirigindo embriagados neste ano. Além disso, os policiais lavraram outros 1.423 autos de infração, prenderam 23 pessoas e recuperaram quatro veículos roubados.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.