Governo anuncia concurso para PM e prorrogação da Operação Veraneio em SC

Anúncios foram feitos por meio das redes sociais pelo governador Carlos Moisés

Por Oeste Mais

12/02/2019 07:58



Operação Veraneio seguirá até 11 de março (Foto: Divulgação)

O governo de Santa Catarina anunciou nesta segunda-feira, dia 11, a abertura de um concurso com mil vagas para o ingresso na carreira da Polícia Militar e a prorrogação da Operação Veraneio até o próximo dia 11 de março. Os dois compromissos foram firmados pelo governador Carlos Moisés, que do gabinete, em Florianópolis, utilizou as redes sociais para fazer os anúncios.

 

O processo para o lançamento do edital do concurso será conduzido pelo departamento jurídico da PM. O governo não informou datas e nenhum detalhe a mais sobre a questão. Já a Operação Veraneio, segundo o governo, vai assegurar aos catarinenses e visitantes uma melhor condição de logística, proteção e prevenção. As duas medidas representam um investimento de mais de R$ 5,4 milhões por parte do estado.

 

A Operação Veraneio 2018-2019 ocorre em 61 dos 295 municípios catarinenses e é coordenada pela Secretaria de Estado da Segurança Pública, reunindo Polícias Civil, Militar e Rodoviária, Corpo de Bombeiros, IGP e Detran. As Secretarias da Defesa Civil e da Justiça e Cidadania, Exército, Marinha, Aeronáutica, Polícias Federal e Rodoviária Federal, bem como as prefeituras abrangidas, por meio das guardas municipais, também fazem parte.

 

Cerca de nove mil profissionais de segurança pública e outros mil guarda-vidas contratados contam com cerca de duas mil viaturas, sete helicópteros e três aviões, além de quadriciclos, motonáuticas e embarcações. Devido à forte presença de turistas argentinos durante a temporada de verão em Santa Catarina, policiais e bombeiros do país vizinho também estão integrados. A participação deles foi viabilizada por meio de convênio de cooperação na área de segurança pública entre Santa Catarina e a Província de Missiones (AR).


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.