Goleiro da Chapecoense é suspeito de ferir ex-namorada com uma faca, roubar celulares e destruir salão

Defensor do Verdão tem família no Norte de Minas e teria ido à Espinosa tentar reatar relacionamento com a vítima

Por Oeste Mais

14/03/2019 14:22 - Atualizado em 14/03/2019 16:06


Ivan Soares aparece no site da Chapecoense como goleiro do elenco profissional (Foto: Site da Chapecoense/ Reprodução)

O goleiro Ivan, da Chapecoense, é suspeito de ferir a ex-noiva e ter roubado os celulares dela e de um outro rapaz na cidade de Espinosa, em Minas Gerais, na tarde de quarta-feira. Segundo publicação do G1, o atleta queria certificar-se de uma relação amorosa entre os dois. A Polícia Militar não procura o jogador de 35 anos, mas o espera para prestar esclarecimentos.

 

Ivan pediu liberação da Chapecoense para resolver problemas pessoais e foi até a cidade no Norte de Minas, onde tem família, para tentar retomar a relação com a ex, Laíse Gabriela Alves Fernandes, de acordo com o G1.

 

Em contato com o GloboEsporte.com, Ivan negou os incidentes. Nesta quinta, o goleiro se reunirá com a diretoria da Chapecoense para tratar do assunto.

 

O atleta era esperado na última terça-feira em Chapecó para retomar a rotina de treinamentos, mas não retornou. O incidente em Minas Gerais causou um mal-estar na diretoria e também surpresa. O goleiro apresentava bom comportamento e postura de liderança no vestiário.

 

Nesta quinta, durante a apresentação do zagueiro Gum, o presidente da Chape, Plínio David de Nês Filho explicou que o clube aguarda a averiguação dos fatos para ter um posicionamento.

 

- Infelizmente temos que responder a pergunta em um momento que estamos recebendo um atleta que é símbolo do futebol brasileiro e nos deparamos com uma situação que não esperávamos. Entretanto, a diretoria não vai se manifestar até os fatos serem esclarecidos, verem a veracidade dos fatos que constam na reportagem para depois nos manifestarmos - disse o mandatário.

 

De acordo com a Polícia Militar, Ivan entrou em luta corporal com a ex-noiva na tentativa de conseguir a senha para desbloquear o celular. O incidente ocorreu em um salão e a mobília do estabelecimento foi quebrada.

 

Quando conseguiu imobilizar a vítima novamente com a faca no pescoço, a mulher digitou a senha, mas ficou ferida quando a arma caiu com a ponta no dorso do pé dela. Segundo a PM, a ex-noiva do goleiro foi levada ao hospital de Espinosa e sofreu uma fratura na falange proximal do pé esquerdo.

 

O GloboEsporte conversou por telefone com Laíse Gabriela Alves Fernandes, ex-noiva de Ivan. Ela minimizou o incidente e afirmou que a polícia foi acionada pelo rapaz que estava no salão. Laíse admite um desentendimento com o goleiro dentro, mas sem o envolvimento de faca e o ferimento.

 

Segundo ela, a faca era do estabelecimento e estava sendo usada para descascar fruta. Ainda de acordo com a vítima, quando houve o desentendimento, a proprietária do local recolheu o artefato para evitar o uso

Arma branca usada no crime (Foto: Polícia Militar)

Com informações do Globo Esporte


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.