Policial mata irmã após briga em posto de combustíveis e é presa pelo marido, que também é da PM

Crime no Rio de janeiro foi cometido na manhã deste sábado

Por Redação Oeste Mais

02/07/2022 16h00



Rayana Mello morreu ainda no local (Foto: Arquivo Pessoal)

Uma mulher foi baleada e morta durante uma briga com a irmã na manhã deste sábado, dia 2, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. A autora do disparo é policial militar. A briga ocorreu em um posto de combustíveis.

 

Rhaillayne Oliveira de Mello, de 23 anos, foi presa pelo próprio marido, que também trabalha na Polícia Militar. Ele chegou ao local e deu voz de prisão à esposa, que é policial do 7°BPM e foi encaminhada para a Delegacia de Homicídios de Niterói. Rayana Mello morreu ainda no local.

 

As irmãs teriam saído de uma festa no bairro Barro Vermelho e pegaram um carro de aplicativo. “Elas vieram aqui da outra rua, onde tem vários bares, e elas já estavam discutindo lá. Aqui tem um banheiro e elas vieram aqui para esse banheiro e começaram a discutir, até que aconteceu esse fato lamentável. Só escutei o barulho, muito, muito tiro”, disse Josiane Silva, atendente do posto, em reportagem publicada pelo g1.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.