Autores da morte de adolescente fizeram sinal de cruz com facas no abdômen da vítima, diz polícia

Vítima de 17 anos era de Chapecó e teve corpo esquartejado pelos criminosos após a morte em Xavantina

Por Redação Oeste Mais

10/06/2022 11h19 - Atualizado em 10/06/2022 11h22



Vítima estava desaparecida deste abril (Foto: Divulgação/Atual FM)

A Polícia Civil divulgou mais detalhes sobre o caso do adolescente de 17 anos que foi assassinado e teve corpo esquartejado por criminosos, no município de Xavantina, no Oeste de Santa Catarina.

 

Conforme divulgado pela Atual FM, a vítima identificada como Kauã João Freitas era moradora de Chapecó e estava desaparecida desde o início de abril, quando saiu de casa para trabalhar em Xaxim e não foi mais vista.

 

O motivo do homicídio teria sido por conta da comercialização de drogas, segundo o que a polícia informou.

 

Um dos autores chegou a confessar o crime, dizendo que levou o jovem até uma área de mata e o amarrou em uma árvore, o matando com dois golpes de faca em sinal de cruz no abdômen, além de ter sido enforcado com uma corda.

 

Após o assassinato, o rapaz foi decapitado e teve o corpo cortado em pedaços. Os braços e pernas teriam sido colocados em tocas de tatu próximas de um riacho. O restante teria sido deixado do outro lado do rio e possivelmente levado pela água no período de chuva. O cadáver ainda não foi encontrado.

 

Dois homens, um deles morador de Xaxim, foram presos, e a polícia realizou buscas na casa deles, não encontrando nada suspeito. O tênis pertencente à vítima e uma corda utilizada no crime, foram encontrados no local.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.