Mulher encontrada morta com o marido no RS estava em relacionamento desde os 14 anos

Marivane Geraldina Cavalheiro de Oliveira nasceu em Ponte Serrada, no Oeste catarinense, e foi encontrada morta ao lado do companheiro Ari de Oliveira

Por Redação Oeste Mais

16/05/2022 12h00 - Atualizado em 16/05/2022 18h09



Casal foi encontrado morto em quarto de residência (Foto: Arquivo Pessoal)

Marivane Geraldina Cavalheiro de Oliveira, de 49 anos, estava com Ari de Oliveira, de 55, desde os 14 anos de idade. O casal foi encontrado morto no final da manhã de sábado, dia 14, em Caxias do Sul (RS).

 

A mulher era natural de Ponte Serrada, no Oeste de Santa Catarina, e morou com o companheiro por vários anos nos municípios de Passos Maia e Vargeão (SC). Ari era natural de Faxinal dos Guedes (SC).

 

O Oeste Mais conversou nesta segunda-feira, dia 16, com o irmão de Marivane. Adair Leal de Deus, morador de Vargeão, disse que ela havia inclusive se separado recentemente do companheiro. Ari tinha uma medida protetiva que o impedia de se aproximar da mulher, que ficou um período na casa da filha, de 26 anos, também em Caxias do Sul.

 

Entretanto, o homem teria procurado Marivane para reatar a relação pouco tempo depois, com o casal voltando a morar junto há pouco mais de uma semana. “Ia fazer 15 dias que ela tinha retornado para casa”, recordou o irmão.

 

Corpos encontrados no quarto

 

De acordo com Adair, uma câmera de videomonitoramento instalada na casa do irmão de Ari, que mora em frente ao local onde os corpos foram achados, revela que houve um tiro por volta das 15h30 da última sexta-feira, dia 13. Cerca de dez minutos depois ocorreu um segundo disparo, “mas ninguém percebeu na hora que fosse o que aconteceu”, disse.

 

Adair afirmou que só no outro dia, após várias tentativas de contato com o casal, a filha e o genro foram até o local e encontraram os corpos no quarto da moradia. A mulher tinha marca de um tiro no olho esquerdo, enquanto o homem tinha um disparo próximo à região da orelha. “A arma estava próximo à mão dele e ele com o dedo no gatinho”, informou.

 

O irmão de Marivane também disse que a casa estava bastante revirada, a cama bagunçada e havia sangue nas cortinas e paredes, além de hematomas no corpo da mulher, indicando uma possível luta corporal. O caso é investigado pela Polícia Civil de Caxias do Sul, mas a principal suspeita é que o homem tenha atirado contra a esposa e depois cometido suicídio.

 

Juntos há 35 anos

 

O casal já estava junto há 35 anos. Marivane e Ari moraram inicialmente em Passos Maia (SC), depois foram para Caxias do Sul, onde ficaram por alguns anos e retornaram para o Oeste de Santa Catarina, no município de Vargeão, permanecendo até o ano de 2004, quando voltaram para Caxias do Sul.

 

De acordo com Adair, a irmã e o esposo moravam sozinhos em uma casa, em uma chácara no bairro Galópolis. Marivane era a irmã mais velha, junto com Adair e outro irmão. Os corpos do casal foram sepultados no próprio município de Caxias do Sul, no final da manhã deste domingo, dia 15.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.