Unochapecó se manifesta após jovem ser detido com as calças abaixadas na universidade

Caso envolvendo estudante de 20 anos foi registrado na noite desta segunda-feira

Por Redação Oeste Mais

12/04/2022 11h55 - Atualizado em 12/04/2022 12h02



Jovem de 20 anos foi detido no local (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

A Unochapecó se manifestou por meio de nota após um estudante ser detido pela Polícia Militar na noite desta segunda-feira, dia 11, com as calças abaixadas em um ambiente interno do campus da universidade em Chapecó.

 

A Polícia Militar foi acionada para uma ocorrência de ato obsceno, nas dependências da Unochapecó, por volta das 21 horas. No local foi detido um rapaz de 20 anos, que já estava sendo contido por guardas municipais dentro de um banheiro. Segundo a PM, ele estava sentado no chão e com as calças abaixadas.

 

► Receba as notícias do Oeste Mais no Telegram

 

De acordo com a nota da universidade (leia na íntegra logo abaixo), o jovem estava com “o estado psicológico e comportamental visivelmente alterado”.

 

Conforme a PM, em conversa com seguranças e outras testemunhas, foi relatado que o rapaz também teria arriado as vestes dentro da sala de aula, no meio de colegas de faculdade.

 

“Cabe ressaltar que casos desta natureza são assistidos pelo Núcleo de Apoio Psicológico e Pedagógico Institucional [...]. A família e o estudante estão sendo acompanhados e a universidade prestará o acolhimento e toda a assistência necessária”, diz a nota da Unochapecó.

 

A polícia informou que ele estava totalmente alterado e fora de si, e não conseguia responder às perguntas da guarnição. Depois de alguns minutos, ao retomar a consciência, o jovem ainda teria tentado agredir um dos guardas e foi preciso usar a força e algemas para contê-lo.

 

Leia a nota na íntegra:

 

A Reitoria da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó) informa que na noite de 11 de abril um jovem estudante da Unochapecó, adentrou em uma unidade de atendimento da instituição com o estado psicológico e comportamental visivelmente alterado.

 

Em uma ação rápida, os seguranças da Universidade, juntamente com o apoio dos Bombeiros, Guarda Municipal e Polícia Militar foram acionados para atender a ocorrência. Cabe ressaltar que casos desta natureza são assistidos pelo Núcleo de Apoio Psicológico e Pedagógico Institucional (NAPI). Nos solidarizamos com o estudante e sua família e entendemos que as manifestações públicas devem ser comedidas e responsáveis, visando a preservação da identidade do envolvido. A família e o estudante estão sendo acompanhados e a Universidade prestará o acolhimento e toda a assistência necessária.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.