Suspeito de matar companheira e incendiar veículo morre no hospital de São Miguel do Oeste

Homem havia tido queimaduras graves em 60% do corpo

Por Redação Oeste Mais

09/01/2022 15h38 - Atualizado em 09/01/2022 15h38



Licério Zeppe é o principal acusado de matar a companheira, Cleci Kehl (Foto: Redes Sociais/Divulgação)

Morreu na manhã deste domingo, dia 9, Licério Zeppe, de 42 anos, suspeito de assassinar a companheira e depois atear fogo no carro com o corpo dela dentro, no interior de Dionísio Cerqueira. A informação foi confirmada pelo Hospital Regional de São Miguel do Oeste ao Portal Peperi.

 

Cleci Kehl era colaboradora terceirizada do Fórum da comarca de Dionísio Cerqueira e deixa duas filhas, uma de seis e outra de 15 anos de idade.

 

De acordo com a Polícia Civil de Dionísio Cerqueira, os indícios apontam que Licério assassinou a companheira em casa com algum objeto como um martelo ou um pedaço de madeira e após, levou o corpo da mulher para o interior. Em seguida, ele teria colocado fogo no veículo Gol com o corpo de Cleci dentro. Outra suspeita é que ele havia tentado suicídio ao ficar no veículo em chamas, mas não aguentou e acabou saindo do carro.

Cleci Kehl deixa duas filhas menores de idade (Foto: Redes Sociais)

O homem foi encontrado por populares às margens de uma estrada no Distrito de São Pedro Tobias, interior de Dionísio Cerqueira na manhã de quinta-feira, dia 6, com ferimentos e sangramento na cabeça e com mais de 60% do corpo gravemente queimado.

 

O suposto autor estava internado na UTI do Hospital Regional de São Miguel do Oeste, onde passou por cirurgia, mas não resistiu e morreu na manhã deste domingo.

 

A Polícia Civil de Dionísio pretende encerrar o caso nesta semana para apurar a motivação do assassinato da colaboradora. Ainda segundo Claudir Stang, delegado do caso, o suspeito teria afirmado que matou e ateou fogo na companheira.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.