Mãe e filho caem em golpe do falso sequestro ao mesmo tempo

Filho estava em Florianópolis e a mãe em Curitiba, onde os supostos sequestradores pediam R$ 300 mil para liberar a idosa com vida

Por Redação Oeste Mais

18/11/2021 13h00 - Atualizado em 18/11/2021 13h00



Uma idosa de 73 anos foi resgatada nesta quarta-feira, dia 17, em um hotel no centro de Curitiba, no Paraná, após ser vítima de um falso sequestro. Além disso, os supostos sequestradores relataram que estavam com o seu filho, morador de Florianópolis.

 

De acordo com informações do portal RicMais, a idosa suspeitava que o filho, residente em Florianópolis, estava em risco e foi orientada em ir até o hotel pelos suspeitos, que pretendiam que ela ficasse incomunicável para a família.

 

Além disso, os familiares foram contatados pelo grupo, que afirmou que a idosa estava sequestrada. Dessa forma, as vítimas depositaram R$ 5 mil antes de acionar a Polícia Civil do Paraná, que detectou o crime e impediu novas transferências.

 

Conforme o delegado coordenador do grupo Tigre (Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial) da Polícia Civil, Cristiano Quintas, a idosa recebeu a ligação no início da manhã da quarta-feira.

 

Após o suposto sequestro do filho, em Florianópolis, a mulher saiu da casa e não avisou os familiares, que também moravam com a idosa, e seguiu as orientações dos supostos sequestradores.

 

Após chegar ao hotel, ela precisou ficar em ligação com os suspeitos, que a deixava impossibilitada de receber outras ligações. Além disso, chegou a fazer um depósito de R$ 1 mil para a conta dos suspeitos.

 

Após ordenarem que a idosa aguardasse no local, os suspeitos ligaram para o filho da vítima, com um número restrito, e disseram que a mãe tinha sido sequestrada, exigindo o pagamento de R$ 300 mil para que a idosa fosse liberada com vida.

 

A família passou a acreditar no suposto sequestro após as tentativas frustradas de conversar com a idosa. No entanto, como não tinha a quantia do resgate, o homem transferiu R$ 4 mil e acionou a polícia.

 

Dessa forma, os agentes foram até a casa da idosa e conversou com os familiares, que forneceram as informações que auxiliaram a equipe a entender o que poderia estar acontecendo. Durante as diligências, os policiais conseguiram localizar a idosa, que estava em um quarto de um hotel e muito assustada. 

Com informações do ND Mais


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.