Polícia investiga origem de tiro que acertou mãe de homem acusado de matar PM em Chapecó

Terceiro sargento da Polícia Militar morreu na madrugada de domingo, após ser baleado

Por Oeste Mais

13/09/2021 16h12



A Polícia Civil de Chapecó está ouvindo testemunhas e dando sequência às investigações do caso em que o policial militar Márcio Antônio de Mello, de 46 anos, acabou morrendo em Chapecó. Ele foi baleado no sábado, dia 11, e morreu no início da madrugada de domingo, dia 12.

 

“Ouviremos mais pessoas e aguardaremos o laudo de exame de lesão corporal e de comparação balística para verificar se o projétil de cartucho de munição de arma de fogo que atingiu a mãe do autor do homicídio foi disparado pelo policial militar ou pelo autor”, disse o delegado Vagner Papini ao site ND+.

Márcio Antônio de Mello tinha 46 anos (Foto: Polícia Militar)

Terceiro sargento da PM, Márcio morreu por volta da 1h20 da madrugada de domingo, informou o tenente-coronel Ademir Barcarollo. O policial estava de folga quando teria ficado sabendo que familiares estavam sendo agredidos após um acidente de trânsito. O policial foi até o local e visualizou o agressor fugindo.

 

De acordo com a PM, com o veículo particular, ele seguiu o suspeito enquanto solicitou reforço da PM. Quando o acusado chegava à sua residência, o policial iniciou a abordagem, que não foi acatada pelo homem, que sacou uma arma e disparou contra Márcio.

 

Conforme a PM, mesmo ferido, o sargento sacou sua arma e também baleou o agressor. A mãe do homem também acabou sendo atingida durante a troca de tiros.

 

O policial foi socorrido e encaminhado para o Hospital Regional do Oeste (HRO). O agressor foi detido e também levado para atendimento no mesmo hospital. A PM não informou o estado de saúde das vítimas.

 

A polícia ainda relatou que o agressor já tem diversas passagens, sendo a última delas por tráfico de drogas, no dia 16 de fevereiro de 2020, após abordagem a uma motocicleta no Bairro Efapi. Ele chegou a ficar preso até maio do mesmo ano.

 

A PM não soube informar o que exatamente ocorreu na situação de trânsito, que teria desencadeado toda a ocorrência.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.