Empresário quase perde caminhão em negociação com golpista após publicação em site de revenda

Negociação falsa acontece de forma online, através do WhatsApp

Por Redação Oeste Mais

13/09/2021 14h00 - Atualizado em 13/09/2021 14h00



Um empresário de Concórdia quase perdeu um caminhão em um golpe que está sendo aplicado através da internet. De início, a pessoa interessada em vender veículos oferece através dos sites de revenda como a OLX, e depois recebe ligação de um golpista se passando por comprador interessado.

 

O criminoso pede informações, fotos e vídeos do veículo, para depois repostar no mesmo site, num novo anúncio, e contendo um valor abaixo da tabela Fipe, se passando pelo vendedor.

 

Uma nova pessoa interessada é atraída pelo anúncio e entra em contato via WhatsApp com o criminoso, solicitando maiores informações sobre veículo.

 

O golpista, normalmente agindo de modo extremamente atencioso, demonstrando fala muito bem articulada e logo, sem levantar nenhuma suspeita, presta todas as informações solicitadas ao interessado e, por fim, diz que está vendendo o veículo para um familiar, sócio, ou com quem tem uma pendência de negócio, em troca de uma comissão pela venda, pedindo sigilo das negociações.

 

Por outro lado, para o vendedor, o golpista costuma dizer que está intermediando a venda para acertar contas com um credor seu, pendido ao vendedor que se limite a mostrar o veículo ao interessado sem entrar em detalhes sobre a negociação, já que é ele, intermediador (e golpista), que fará o pagamento dos valores ajustados com o vendedor.

 

À medida que a negociação com o golpista evolui, o comprador demonstra interesse em conhecer o veículo, e o criminoso intermedia o contato com o vendedor. 

 

Após vistoriar o veículo, o comprador, confirma o interesse na compra e faz a transferência dos valores ajustados para a conta bancária que o golpista fornece a ele. O criminoso faz contato com o vendedor e anuncia que a negociação irá se confirmar, e pede uma conta bancária do vendedor para efetuar o pagamento.

 

Enquanto aguarda a confirmação da transação bancária, o vendedor agiliza o preenchimento e assinatura do documento de transferência, para entregar o bem ao comprador. Diante da ausência de confirmação do pagamento, o vendedor informa ao comprador que não entregará o veículo, momento em que o comprador exibe o comprovante do pagamento que fez, exigindo a entrega do veículo por ele adquirido.

 

Os envolvidos, comprador e vendedor, tentam contato com o criminoso para verificar o ocorrido, não conseguindo mais contato com o golpista, que não atende as ligações.

Com informações da Atual FM


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.