Polícia fecha fábrica de artigos nazistas em Santa Catarina

Agentes encontraram peças decorativas e objetos com a imagem de Adolf Hitler em dois conteineres

Por Oeste Mais

06/09/2021 11h11 - Atualizado em 06/09/2021 11h11



Objetos estavam dentro de contêineres em terreno ano lado da residência do proprietário (Fotos: Polícia Civil)

Quadros com a imagem de Adolf Hitler, canecas com o símbolo nazista, peças decorativas de uma águia acima da suástica e o capacete que compunha o uniforme da polícia de estado da Alemanha. Toda essa variedade de produtos com temática do nazismo foi encontrada pela Polícia Civil de Santa Catarina na última quinta-feira, dia 2, no município de Timbó.

 

De acordo com o Delegado André Beckman, titular da Delegacia de Polícia da Comarca de Timbó, a investigação teve início após chegar ao conhecimento da Polícia Civil que um site de uma empresa de artigos militares estaria comercializando objetos alusivos ao nazismo. No estoque da loja haveria inclusive bustos de Hitler à venda.

 

Nesta quinta-feira, os policiais cumpriram ordem de busca e apreensão no local. Os objetos estavam dentro de dois contêineres em terreno ano lado da residência do proprietário. O suspeito está em viagem para Portugal.

 

No local também funcionava uma espécie de bar. Os policiais encontraram um balcão com bebidas e decorado com simbologia nazista na parte superior.

 

Além do material referente ao nazismo, havia ainda produtos alusivos a movimentos supremacistas brancos dos Estados Unidos. Entre eles, bandeiras dos estados confederados. A polícia também encontrou uma série de objetos para fabricação de munição para armas de fogo.

 

A Polícia Civil já instaurou inquérito policial, pois ficaram caracterizados os crimes de preconceito de raça ou de cor. Segundo o delegado, o inquérito será encaminhado à Justiça para as devidas providências.

 

A legislação brasileira proíbe a fabricação, comercialização, distribuição ou veiculação de símbolos, emblemas, ornamentos, distintivos ou propaganda que utilizem a cruz suástica ou gamada, para fins de divulgação do nazismo. A pena é de reclusão de dois a cinco anos e multa.



Com informações do O Globo


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.