Pai encontra filha de 21 anos morta dentro de casa em SC

Jovem tinha sinais de estrangulamento e havia outras marcas de violência pela casa, como móveis revirados

Por Redação Oeste Mais

14/06/2021 09h57 - Atualizado em 14/06/2021 22h01



Gabriela Ágatha Lima tinha 21 anos (Foto: Reprodução/Facebook)

O pai de uma jovem de 21 anos encontrou a filha morta dentro de casa no município de Indaial, no Vale do Itajaí, no último sábado, dia 12. Segundo a Polícia Militar, o imóvel fica na Rua Lontras, no Bairro Rio Morto.

 

De acordo com o major Pablo Henden, comandante da Guarnição Especial de Indaial da Polícia Militar, a jovem tinha sinais de estrangulamento e havia outras marcas de violência pela casa, como móveis revirados. As informações foram divulgadas pelo site NSC Total.

 

O Instituto Geral de Perícias (IGP) foi acionado e a Polícia Civil assumiu a investigação do provável homicídio. Ainda não há informações sobre possíveis suspeitos ou o que teria motivado o crime.

 

O site O Município Blumenau informou que a jovem foi identificada como Gabriela Ágatha Lima, de 21 anos, natural de Blumenau. Nas redes sociais, amigos e familiares lamentaram a morte da garota. “Vi essa criança crescer. Um sonho interrompido de uma pessoa que só queria viver e realizar”, disse uma parente. “Ainda não acredito que isso aconteceu”, lamentou uma amiga.

 

Conforme a polícia, o corpo estava atrás de um sofá, vestindo com uma calça jeans e um casaco vermelho. Dentro da casa, o cenário indicava que havia ocorrido luta corporal, pois os móveis estavam revirados.

 

A boca e o nariz da vítima estavam amarrados com uma fita adesiva e o rosto e mãos estavam roxos, indicando que ela foi asfixiada. A Polícia Civil vai investigar o crime e não descarta a possibilidade de latrocínio – roubo seguido de morte – já que o carro da vítima não foi encontrado no local.

 

O pai da jovem, que mora em Foz do Iguaçu, no Paraná, contou que o último contato com ela havia sido por telefone, na terça-feira, dia 8, por volta das 10 horas. Eles teriam conversado normalmente e ela afirmado que no sábado, dia 12, “precisava resolver umas coisas”. Devido ao sumiço dela, ele resolveu ir até Indaial para verificar o que havia acontecido, mas acabou a encontrando sem vida.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.