Operação Escola Segura é oficializada nas escolas da rede municipal de ensino em Xanxerê

Ação é destinada ao desenvolvimento de ações e medidas que ampliem a segurança nos ambientes escolares

Por Oeste Mais

14/06/2021 16h24 - Atualizado em 14/06/2021 22h01



Operação Escola Segura é oficializada em Xanxerê (Fotos: Polícia Militar)

Foi oficializado na manhã desta segunda-feira, dia 14, a Operação Escola Segura, juntamente com o Programa Rede de Segurança Escolar. A operação, desenvolvida pela Polícia Militar (PM), é destinada ao desenvolvimento de ações e medidas que ampliem a segurança nos ambientes escolares e a prevenção da prática de crimes. 

 

Estiveram presentes no lançamento oficial, que ocorreu na na Escola Municipal de Educação Básica Pequeno Príncipe, o prefeito Oscar Martarello, o comandante da 4ª Companhia do 2º Batalhão de Polícia Militar em Xanxerê, Major Neivo Risson, a secretária municipal de Educação Vera Lucia Correa, a diretora da EMEB Pequeno Príncipe Josiane Machado, o Sargento Rosimar Féo, a Soldado Dayane Lucas Curtarelli, e as professoras da EMEB Pequeno Príncipe.

 

De acordo com o Major Neivo Risson, neste primeiro momento a PM fará uma visita às escolas da rede municipal, estadual e privada de ensino para informar sobre o programa e prestar uma consultoria com dicas de segurança e informações, para poder colocar em prática em todas as escolas. Além disso, haverá uma rede através de um grupo de conversa por aplicativo de mensagens com a PM e gestores para manter uma ligação direta com a Polícia Militar.

 

O prefeito Oscar Martarello destacou que o trabalho de orientação feito pela Polícia Militar, bem como a presença da PM, é muito importante para a escola e também para os pais, que acabam sentindo mais segurança ao deixar seus filhos nas unidades escolares.

 

Proerd

 

Além da Operação Escola Segura – Rede de Segurança Escolar, a PM aproveitou para fazer o lançamento do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), programa que objetiva orientar e prevenir as crianças quanto ao não uso de álcool e drogas e também orientar os pais sobre como lidar com o assunto em casa.

 

O programa, nesse primeiro momento, será online e apenas com algumas turmas em razão da pandemia provocada pelo coronavírus e assim que possível com as demais turmas de forma presencial.






COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.