Homem é morto a tiros após briga entre mulheres em Chapecó

Autor dos disparos é um adolescente de 17 anos que seria enteado da vítima

Por Oeste Mais

05/05/2021 08h26 - Atualizado em 05/05/2021 08h26



Um homem de 29 anos foi morto a tiros na noite desta terça-feira, dia 4, em Chapecó. O fato ocorreu por volta das 19h20, na rua Oswaldo Aranha, bairro Presidente Médici. Segundo informações de testemunhas, uma briga após o homem deixar a residência da esposa para viver com outra mulher pode ter ocasionado o crime. 

 

Conforme informações da Polícia Militar (PM), a guarnição foi acionada  para atendimento da ocorrência, 20 minutos após um primeiro chamado, onde os policiais estiveram no local, porém foi dispensada sob alegação que ninguém teria chamado. Sendo acionados novamente por populares que relataram disparo de arma de fogo no local. 

 

Ao chegar no local, foi identificado a vítima caída no chão atingido por vários disparos de arma de fogo, foi acionado o Samu para atendimento médico, que ao chegar no local constatou o óbito.

 

Segundo relato de testemunhas, a esposa da vítima, de 39 anos, a namorada de 33 anos e o homem teriam discutido momentos antes do crime. A namorada já possuía medida protetiva porque meses atrás teria desentendido com a vítima. Porém eles reataram o relacionamento.

 

A esposa da vítima descobriu que eles haviam reatado e foi até a casa da vítima. Nesse momento o casal saiu de casa em um carro e retornou 20 minutos depois. Nesse tempo, a mulher de 39 anos ligou para o filho de 17 anos e teria mandado matar o esposo.

 

“Ela teria dito que era para ele pegar a pistola e matar”, consta no relatório da polícia.

 

Quando o casal chegou em casa, o homem foi até uma mercearia pegar dinheiro. A vítima não percebeu a chegada do jovem de 17 anos e foi baleado na cabeça. Caído, ele ainda levou mais dois tiros.

 

O jovem fugiu em um GM/Prisma. A esposa, depois da morte, fugiu do local não sendo mais localizada.

Com informações do ND+


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.