?Quadrilha que vendia iPhone abaixo do preço é alvo da polícia em Chapecó

Empresa tinha várias lojas, onde clientes reclamavam não receber os aparelhos

Por Redação Oeste Mais

03/08/2020 16h29 - Atualizado em 03/08/2020 16h31



A Polícia Civil deflagrou na manhã desta segunda-feira, dia 3, a operação “Castelo de Areia”. A ação é decorrente de uma investigação de estelionato, falsidade ideológica, associação criminosa e lavagem de dinheiro em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. Uma empresa de telefionia tinha lojas em várias cidades dos três estados do Sul, sendo que em Chapecó atendiam na avenida Fernando Machado, no centro. Agora, no local, há apenas um cartaz com números de telefone para contato.



Já em Concórdia, a loja estava instalada na Rua Anita Garibaldi e vários clientes fizeram denuncia que não receberam os aparelhos pagos de forma antecipada.



De acordo com o delegado Thiago de Oliveira, o esquema milionário utilizava como subterfúgio a venda de iPhone e outros celulares por valores muito abaixo de mercado, exigindo adiantamento de valores sob a promessa de entrega em até 31 dias. Importa destacar que vários aparelhos foram inicialmente entregues e os responsáveis pelo esquema solicitavam que a pessoa gravasse um vídeo para postagem nas redes sociais dizendo que a compra havia dado certo, visando dar credibilidade ao negócio divulgado.



Apreendidos oito veículos



Dessa forma, centenas de pessoas efetuaram compras e seguiram aguardando o prazo prometido, entretanto, os pedidos passaram a não serem mais entregues, fazendo inúmeras vítimas. Segundo consta até o momento, a vantagem obtida pode chegar aos R$ 5 milhões.



A Polícia Civil obteve junto ao Judiciário a medida de bloqueio de bens de 13 veículos, 8 contas bancárias e quebra de sigilo de bancário dos investigados. Na manhã desta segunda-feira, foram apreendidos oito veículos, vários deles de luxo. A investigação prossegue para conclusão do inquérito policial e posterior remessa ao Judiciário.

Com informações do Lê Notícias


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.