Coronavírus: PM registra quase sete mil ocorrências de desrespeito a restrições em SC

Por Oeste Mais

20/07/2020 09h26 - Atualizado em 20/07/2020 09h26



Rinha de galo com mais de 100 pessoas foi flagrada pela PM em Massaranduba, no Norte de SC (Foto: Polícia Militar)

A Polícia Militar registrou quase sete mil ocorrências por desrespeito às restrições contra o coronavírus neste fim de semana em Santa Catarina. Entre sábado, dia 18, e domingo, dia 19, foram 6.972 chamados. Desse total, 3.404 resultaram em notificações, com 1.248 termos lavrados e 312 interdições.

 

Segundo o comandante da PM, o coronel Dionei Tonet, a maioria das ocorrências foi em cidades do Litoral catarinense localizadas nas regiões consideradas em nível gravíssimo para a doença. Entre elas, estão a Grande Florianópolis, Foz do Rio Itajaí e regiões de Laguna, Joinville e Criciúma.

 

“Nós tivemos diversas festas, muitas em pequenas chácaras, mas também em praias e bares que ficaram abertos na região litorânea”, explicou o comandante da PM.

 

Na sexta-feira, dia 17, o Governo do Estado ampliou as restrições para as regiões consideradas em nível gravíssimo, voltando a suspender ônibus e proibindo a concentração e a permanência de pessoas em espaços públicos, como parques, praças e praias, entre outras medidas.

 

O comandante Dionei Tonet falou ainda sobre as dificuldades da polícia para fiscalizar as restrições e citou que tem observado uma mudança no comportamento das pessoas, que, segundo ele, não estão mais “pensando com empatia”.

 

?“A sociedade não está acreditando na necessidade de manutenção do distanciamento social. A gente tem observado que muitos membros da comunidade já não acreditam mais no problema estar presente, e é justamente esse pensamento que está trazendo a maior dificuldade para os órgãos de fiscalização. Nós não estamos conseguindo convencê-los de que eles têm que ficar, então estamos tendo que agir”, declarou o comandante.

 

Santa Catariana vive um momento de aumento de casos e mortes pelo coronavírus. Somente neste domingo, foram registrados mais 23 óbitos pela doença. O total de mortes já chega a 685, conforme dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES). O número de casos confirmados chega a 53, 3 mil.

Com informações do Diário Catarinense


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.