Mulher pede ajuda à polícia após ser agredida por várias horas pelo companheiro

Ela apresentava muitos hematomas nas pernas quando procurou ajuda

Por Oeste Mais

06/07/2020 14h25 - Atualizado em 06/07/2020 14h27


Uma mulher pediu ajuda da polícia após ser agredida por várias horas pelo companheiro, neste domingo, dia 5, em Iporã do Oeste. De acordo com o comandante da PM, sargento Milton Wolf, a vítima estava transitando de carro, acompanhada do seu companheiro, quando parou o veículo no posto da Polícia Militar Rodoviária para buscar ajuda devido às agressões que estava sofrendo.

 

A mulher relatou que estava sofrendo agressões desde antes do meio dia de domingo, até por volta das 18 horas, e que não conseguiu pedir ajuda antes porque o agressor havia confiscado seu celular. Ela apresentava muitos hematomas nas pernas.

 

O agressor foi preso, e além de lesão corporal, vai responder também pelo crime de tortura. Diante dos fortes indícios de tortura não foi arbitrada fiança.

 

O sargento Milton Wolf lembra que a PM também irá aderir à campanha nacional de combate a violência contra a mulher, realizada pelo Conselho Nacional de Justiça, CNJ, com o apoio das farmácias.

 

Por meio desta campanha, a mulher que não consegue solicitar auxílio pelo telefone, ou a outro órgão, quando estiver sendo vítima de violência, se dirige a uma farmácia, e com um sinal de um X vermelho na palma da mão, mostra o desenho a algum atendente como forma de pedir socorro. A partir disso, o funcionário aciona a Polícia Militar.

 

Nós próximos dias a PM fará contato com os responsáveis das farmácias do município, para desenvolver a campanha e repassar mais informações.



Com informações do Portal Peperi

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.