Bebê de um mês morre supostamente engasgada com leite materno

Criança tinha hematomas e suspeita de fratura na cabeça, segundo a Polícia Militar

Por Oeste Mais

23/06/2020 19h46 - Atualizado em 23/06/2020 19h54


Uma menina de apenas um mês de vida morreu na tarde desta terça-feira, dia 23, supostamente engasgada com leite materno no município de Chapecó. O caso foi registrado por volta das 15h30, em uma residência na Rua Aguir Fernandes Durel, no Bairro Efapi.

 

Segundo a Polícia Militar, a criança tinha hematomas. A PM relatou que os policiais desobstruíram as vias aéreas da criança, que estava com uma grande quantidade de leite, mas a bebê já não apresentava sinais vitais.

 

Uma equipe do Samu também foi acionada para atender a ocorrência e constatou o óbito da menina após várias tentativas de reanimação. Ainda de acordo com a PM, além de hematomas no rosto, a menina apresentava suspeita de fraturas na cabeça.

 

Equipes da Polícia Civil e do Instituto Geral de Perícias (IGP) foram acionadas para os levantamentos e realizaram uma perícia no local, encaminhando a vítima para o exame de corpo de delito. A mãe e uma amiga dela foram levadas para a delegacia.

 

Também conforme a PM, a mãe relatou que amamentou a filha e foi até a casa da amiga com a recém-nascida, onde a colocou para repousar no bebê-conforto e foi buscar outro filho, de dois anos. A mulher disse que após cerca de 30 minutos, ouviu a amiga gritar e correu ao local, já encontrando a filha sem sinais vitais.

 

A amiga disse aos policiais militares que foi verificar a criança pouco tempo depois de a mãe deixar a casa para pegar o outro filho e percebeu que a bebê não estava mais respirando. A origem dos hematomas no corpo da menina não foi detalhada pelas autoridades. O caso é investigado pela Polícia Civil de Chapecó.

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.