Padrasto é preso suspeito de matar bebê de apenas dez meses em Erechim

Homem não admitiu o crime ao prestar depoimento, mas delegado diz que indícios apontam que ele tenha sido o autor

Por Oeste Mais

28/05/2020 08h57 - Atualizado em 28/05/2020 08h57


Um bebê de dez meses foi morto na noite desta quarta-feira, dia 27, no município de Erechim (RS). O crime ocorreu pouco antes da meia-noite, na Rua Delmar Luiz Rigoni, no Bairro Aeroporto. O principal suspeito é o padrasto do menino.

 

Segundo a mãe da criança, o padrasto, que é natural de Cachoeirinha (RS), teria assassinado o bebê. O homem fugiu do local pouco tempo depois, mas foi encontrado pela Brigada Militar e encaminhado para a Delegacia de Pronto Atendimento.

 

Um casal que estava passando pelo local chegou a socorrer a criança, que estava nos braços da mãe, gritando por ajuda. O bebê foi levo para a Fundação Hospitalar com afundamento de crânio e hematomas no pescoço, mas não existiu aos ferimentos.

 

Uma perícia preliminar apontou que o bebê foi morto por asfixia. De acordo com o delegado Germano Alves de Lima, a mãe relatou que saiu de casa para comprar leite e, quando retornou, a criança estava ferida.

 

O padrasto foi preso, autuado em flagrante. Mas no depoimento, não admitiu o crime. Segundo o delegado, os indícios apontam que ele tenha sido o autor.

Com informações do Acontece no RS e da GaúchaZH

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.