Moradora de Chapecó abandona família para ficar com fazendeiro e cai em golpe

Vítima deixou o que tinha para viver romance com homem que conheceu na internet, mas descobriu ter sido enganada

Por Redação Oeste Mais

13/05/2020 14h33 - Atualizado em 13/05/2020 20h23



Uma mulher de 41 anos, moradora de Chapecó, caiu em "golpe amoroso" de um estelionatário do Espírito Santo (ES), após conhecer o homem pela internet. Segundo a Polícia Civil, no mês de março a vítima se separou do marido, com quem estava casada há 22 anos e possuía dois filhos, para ficar com o novo pretendente.  

 

De acordo com o chefe da Polícia Civil em Linhares, delegado Fabrício Lucindo, a mulher teve um prejuízo de mais de R$ 8 mil, além de ficar sem o celular no valor de R$ 2 mil, perfumes importados, cartões de crédito com a senha, documentos e outros pertences.

 

As investigações mostram que tudo começou em um grupo das redes sociais, onde o golpista conheceu a mulher. Nas conversas, ele dizia a ela que se chamava Lafaiete e que era um fazendeiro. Ele mandava fotos de outro homem para poder enganar a mulher que, completamente apaixonada, viajou para o Espírito Santo para conhecê-lo.

 

Para agradar o homem, segundo as investigações, ela gastou R$ 7 mil em presentes. Chegando a Linhares, na manhã da última sexta-feira, dia 8, foi pega na rodoviária da cidade por um motorista que disse ser funcionário do tal fazendeiro. Mas de acordo com o delegado, ela percebeu que a voz do motorista era a mesma do homem com quem ela conversava na internet.

 

"A vitima foi embebedada e não se recorda mais de nada, acordando por volta das 20 horas, caída no meio do mato à beira da BR-101, vestida apenas com uma calça, sem a parte de cima das roupas e toda picada de insetos", detalha Lucindo.

 

A mulher foi encontrada e socorrida por um caminhoneiro e depois levada a um hotel. Tudo o que havia levado de Santa Catarina foi furtado pelo homem. Ela informou o telefone do ex-marido, que bancou a estadia dela no hotel e o retorno para o estado catarinense. A polícia ainda procura o suspeito.

 

"A Polícia Civil está fazendo buscas para localizar o criminoso. Porém, ele usou nome falso para ludibriar a vítima. As fotos também são da internet. Qualquer pista do autor de mais esse crime pode ser denunciada no 181. Mais um caso de estelionato e, desta vez, com violência", conclui o delegado.

Com informações da Folha Vitória


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.