Nove pessoas são presas na sexta fase da Operação Luz na Infância em SC

Mandados de busca e apreensão foram realizados em Itapiranga, Florianópolis, São José, Joinville, Blumenau, Criciúma, Lages, Imbituba e Balneário Camboriú

Por Oeste Mais

18/02/2020 16h59 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



A sexta fase da Operação Luz na Infância, realizada nesta terça-feira, dia 18, cumpriu 16 mandados de busca e apreensão em Santa Catarina. A ação faz parte de uma força-tarefa nacional de combate aos crimes de exploração sexual praticados contra crianças e adolescentes na internet. Só em Santa Catarina, nove pessoas foram presas.

 

Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Itapiranga, Florianópolis, São José, Joinville, Blumenau, Criciúma, Lages, Imbituba e Balneário Camboriú. O Instituto Geral de Perícias (IGP) também participou da ação ao lado dos policiais civis para realizar a perícia nos equipamentos de informática.

Ação visa combater aos crimes de exploração sexual praticados contra crianças e adolescentes na internet (Foto: Polícia Civil)

“A Polícia Civil de Santa Catarina reforça o seu importante papel no combate a este tipo de crime realizando mais uma operação Luz na Infância no estado, que resultou em nove prisões em flagrante. As investigações prosseguirão”, afirmou a delegada-geral adjunta, Ester Coelho, durante uma coletiva de imprensa.

 

No Brasil, a pena para quem armazena esse tipo de conteúdo varia de um a quatro anos de prisão, de três a seis anos pelo compartilhamento e de quatro a oito anos de prisão pela produção de conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.