Polícia prende responsável por derrubar internet de milhares de usuário em SC

Delegado afirma que prejuízo estimado foi de quase R$ 3 milhões

Por Redação Oeste Mais

19/12/2019 15h23 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Uma equipe da Delegacia de Roubos e Antissequestro (DRAS) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC) prendeu preventivamente na manhã de quarta-feira, dia 18, em Orlândia (SP), um homem de 38 anos identificado como autor do furto de placas e equipamentos de internet de várias operadoras de telefonia, no final de novembro de 2018.

 

Mandados de busca e apreensão foram cumpridos pelos policiais em Orlândia e Franca, no interior de São Paulo. Segundo o delegado Anselmo Cruz, o homem agiu em Joinville, Barra Velha, Apiúna e Curitibanos, paralisando os serviços de internet fixa e móvel por quase dois dias em grandes regiões do Estado, entre Barra Velha e Balneário Camboriú, de Curitibanos até o Vale do Itajaí e a maior parte do Oeste catarinense.

 

Vários serviços públicos e privados, inclusive hospitais e unidades policiais, chegaram a ter a internet interrompida. “Pelo menos 70 mil ligações de internet fixa e 1,5 milhão de consumidores de internet móvel foram afetadas, em mais de 20 cidades, gerando prejuízo superior a R$ 2,9 milhões”, afirma o delegado.

 

O homem já tinha sido preso em Santa Catarina em 2018 por fraudes em sistemas de telefonia através de ligações internacionais, fazendo com que clientes recebessem indevidamente cobranças com valores muito maiores do deveriam pagar. Ele registra diversos antecedentes por crimes de furto e estelionato em Santa Catarina, tendo tentado fugir e resistido à prisão. Ele foi recolhido ao sistema prisional paulista, onde aguardará decisão da Justiça.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.