Justiça decreta prisão preventiva de acusados de aplicar golpe do bilhete premiado

Quadrilha foi detida na tarde desta terça-feira, em Catanduvas

Por Redação Oeste Mais

06/12/2019 16h44 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Em audiência de custódia realizada pela Vara Criminal da comarca de Concórdia, dois homens tiveram a prisão em flagrante convertida em preventiva nesta semana. Uma mulher foi liberada mediante pagamento de fiança no valor de R$ 2 mil. O trio é suspeito de estelionato por aplicar o golpe do bilhete premiado.

 

A vítima, uma senhora de 67 anos, pagou R$ 6 mil ao grupo. A prisão ocorreu em Catanduvas e foi possível graças a ação conjunta das Polícias Militar, Civil e Rodoviária Federal. Os três estavam em um carro, com placas de Passo Fundo (RS). Eles foram reconhecidos pela vítima.

 

A suspeita da polícia é de que o trio integre uma quadrilha gaúcha que aplica golpes no oeste catarinense há algum tempo. Do valor entregue pela vítima, foi possível recuperar R$ 4,6 mil. O suposto prêmio prometido era no valor de R$ 100 mil.

Quadrilha foi presa na BR-282, em Catanduvas (Foto: Polícia Civil)

Com informações da Atual FM


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.