Tio e sobrinha são mortos a tiros ao final de festa de formatura

Crime no município de Caçador ocorreu na madrugada deste domingo

Por Oeste Mais

24/11/2019 10h40 - Atualizado em 17/04/2020 14h39


Roberto Machado e Gislaine Vogel foram baleados na cabeça (Foto: Arquivo Pessoal)

Um homem e uma mulher foram mortos a tiros na madrugada deste domingo, dia 24, no município de Caçador. Roberto Machado e Gislaine Vogel, de 25 anos, eram tio e sobrinha. Os dois foram executados a tiros dentro de um carro na Rua Quintino Bocaiuva, no Centro da cidade, por volta das 4 horas da manhã.

 

As vítimas foram levadas ao hospital pela esposa de Roberto, que relatou ter encontrado o homem e a garota já baleados dentro do carro. Mas ao deixar as vítimas, ela saiu em alta velocidade, o que chamou a atenção de uma guarnição da Polícia Militar, que abordou a mulher perto de uma praça.

 

O Portal CDR noticiou que ela relatou à polícia que estava indo em casa buscar os documentos, já que havia deixado o marido e a sobrinha no hospital depois de encontrá-los baleados. Ela ainda contou que estava com ele, a sobrinha e outros familiares em uma festa de formatura. Ao perceber a ausência dos dois, saiu do ambiente e foi até o carro, encontrando as vítimas baleadas.

 

Questionada por que não acionou o socorro, a mulher disse que ficou nervosa e a primeira reação foi entrar no veículo e levá-los direto ao hospital.

 

Investigação

 

Segundo informações preliminares, havia no vidro do lado direito do veículo pelo menos quatro perfurações de revólver de calibre 38. Os tiros atingiram a cabeça das vítimas, que já estariam mortas quando chegaram ao hospital.

 

Outro detalhe é que apesar de o crime ter sido cometido no centro do município, a Polícia Militar não recebeu nenhuma ligação de disparos de arma fogo, só foi comunicada pelas equipes do hospital e após o relato da esposa do homem.

 

Nas redes sociais, Roberto Machado se dizia solteiro. A mulher que afirmou ser esposa dele foi liberada pela Polícia Civil após prestar depoimento. Um inquérito foi aberto para investigar o crime.

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.