Terceira fase de operação contra o tráfico de drogas é deflagrada no Oeste

Três mandados de prisão temporária e 18 de busca e apreensão foram cumpridos durante a manhã desta quinta-feira

Por Redação Oeste Mais

28/06/2018 11h36 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



A Polícia Civil de Chapecó deu continuidade na manhã desta quinta-feira, dia 28, à maior operação contra o tráfico de drogas sintéticas do ano no interior de Santa Catarina, colocando em prática a terceira fase da operação “Woodstock Condá”.

 

O trabalho é decorrente de múltiplos inquéritos policiais em trâmite na Divisão de Investigação Criminal de Chapecó, onde são investigadas mais de 30 pessoas pela prática dos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas e organização criminosa.

Policiais civis de várias partes do Oeste participaram da terceira fase da operação (Foto: Polícia Civil)

Sob a coordenação da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Chapecó, policiais civis de várias partes do Oeste cumpriram três mandados de prisão temporária e 18 mandados de busca e apreensão durante toda a manhã. Além disso, duas pessoas foram presas em flagrante por tráfico de drogas e conduzidas outras duas pessoas para termo circunstanciado por posse de drogas para uso próprio. Além de Chapecó, também foram cumpridos mandados de busca e apreensão em São Lourenço do Oeste e Águas de Chapecó.

 

As investigações revelaram a existência de um esquema de fornecimento de drogas — especialmente sintéticas — já consolidado e independente. Somando as três fases, a operação já teve o cumprimento de 47 mandados de busca e apreensão, 13 mandados de prisão temporária e outras cinco prisões em flagrante.

 

A operação desta quinta é continuação da primeira fase da "Woodstock Condá", deflagrada ainda no dia 10 de maio deste ano, quando foram cumpridos outros 22 mandados de busca e apreensão e foram presas dez pessoas.

 

Já no dia 15 de junho, na segunda fase, outros seis investigados foram alvos de buscas realizadas em suas residências e locais sobre os quais havia suspeita de serem utilizados para o armazenamento de drogas ilícitas. Foram presas em flagrante duas pessoas, conduzidas outras duas para termo circunstanciado e apreendidas armas de fogo e drogas.

 

Woodstock Condá

 

A operação foi intitulada em referência ao famoso festival musical ocorrido nos EUA na década de 1960 e à ampla difusão de drogas sintéticas na região chapecoense. A Woodstock Condá já resultou na prisão de várias pessoas e apreensão significativa de drogas como ecstasy e maconha.

 

As ações policiais relacionadas ao combate ao tráfico de drogas ocorrerem em toda a região de fronteira, mobilizando cerca de 70 policiais civis de Chapecó. O trabalho também conta com a participação do Saer-Fron de Chapecó, do canil e da Polícia Civil de São Lourenço do Oeste e Xanxerê.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.