Quatro ataques criminosos são registrados em SC no final de semana

PM não confirma relação dos ataques com facção criminosa

Por Oeste Mais

27/05/2013 09h25 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Durante este domingo, dia 26, dois ataques criminosos foram registrados em Santa Catarina. Somente neste fim de semana, foram quatro ocorrências. A Polícia Militar não confirmou se os atentados têm relação com os crimes ocorridos na última semana no Estado, que passa pela terceira onda de violência em seis meses.


O último ataque foi registrado por volta das 4h20 deste domingo. Um carro estacionado na rua Joinville, em São Francisco do Sul, foi incendiado. Cerca de duas horas antes, um ônibus particular que estava na rua Guaíra, no Bairro Iririú, em Joinville, pegou fogo depois que um homem não identificado pela polícia atirou uma garrafa pet contendo gasolina nos pneus.


Na noite de sábado, dia 25, a 2ª Delegacia de Polícia de Blumenau, que fica no bairro Itoupava Norte, foi alvo de tiros. O crime ocorreu por volta das 22 horas e uma janela da unidade e duas viaturas estacionadas em frente à delegacia foram atingidas. Segundo a polícia, o suspeito de ter efetuados os disparos estava em uma moto. Ninguém ficou ferido.


Além disso, um carro foi incendiado por volta das 7 horas de sábado na Rua Celso Bayma, em São José, na Grande Florianópolis, na área do 7º Batalhão de Polícia Militar. A PM informou que um motociclista passou e atou fogo.


Entenda o caso Desde a manhã de segunda-feira, dia 20, Santa Catarina enfrenta uma terceira onda de atentados. O primeiro foi em São José, quando dois homens incendiaram um ônibus coletivo e entregaram dois DVDs gravados no Complexo Penitenciário de São Pedro de Alcântara. Os DVDs contêm cerca de seis minutos de gravação. Na terça-feira, dia 21, criminosos atiraram contra a Câmara de Vereadores de Itajaí. Na madrugada de quarta, 22, uma caminhonete pegou fogo no Morro do Avaí, em São José. Ambos os casos não foram relacionados pela polícia como relacionados a facção criminosa. Na manhã de quinta-feira, 23, a Polícia Militar prendeu em flagrante um homem de 32 anos suspeito de colocar fogo em uma moto roubada em Gaspar, no Vale do Itajaí. Segundo a entidade, a ocorrência foi por volta das 20 horas de quarta-feira, 22, no Bairro Bela Vista. De acordo com a PM, o suspeito afirmou à polícia que traficantes de uma facção criminosa pediram para que ele ateasse fogo na moto em troca de crack. Na noite de quarta-feira, 22, um ônibus foi incendiado no bairro Progresso, em Criciúma, no Sul de Santa Catarina. A polícia não confirma relação com a facção criminosa que vem agindo no estado. Em Joinville, no Norte do estado, um ônibus coletivo foi incendiado no bairro Bom Retiro na noite de quinta-feira, 23 . De acordo com a Polícia Militar da cidade, três jovens entraram no ônibus, mandaram que todos os ocupantes saíssem e atearam fogo. A PM está investigando o crime para saber se está relacionado com a facção criminosa envolvidas nas duas primeiras ondas de violência no estado. Na manhã de sexta, dia 24, a Polícia Civil encontrou uma carta assinada por duas facções criminosas na casa de uma mulher presa em Criciúma, Sul de Santa Catarina, suspeita de ser a mandante do ataque a um ônibus na cidade na noite de quarta, 22. Na casa, foi preso ainda um jovem de 18 anos. A carta contendo ameaças deve ser encaminhada nesta segunda-feira, dia 27, para análise no Instituto Geral de Perícias (IGP).

G1 / SC


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.