Ambientes pequenos? Confira quatro itens infalíveis para deixá-los visualmente maiores

Por Patricia Ampeze

11/07/2018 09:03


Sua sala, quarto ou cozinha são pequenos? Parece que absolutamente nada fica bom nos ambientes pequenos? São às vezes claustrofóbicos e sem graça? Veja as dicas para dar vida à sua casa, ampliar visualmente o ambiente e valorizar cada cantinho do seu imóvel, e o melhor: sem gastar muito.

 

A preocupação é: como viver melhor em espaços cada vez mais reduzidos? Ao tratar de espaços pequenos, existem alguns itens universais e importantíssimos que podem e devem ser aplicados em todo e qualquer cômodo de sua casa. Veja:



1. Iluminação

 

A primeira e mais importante dica é a iluminação, tanto natural quanto artificial. A luz traz vida ao ambiente. A maioria dos ambientes possui apenas um ponto de iluminação instalado no forro, bem no centro do ambiente. O que não é recomendado!

 

Sempre que possível, permita que o ambiente seja iluminado naturalmente, além de integrar a paisagem externa com a interna, a iluminação natural é de graça e traz benefícios a sua saúde. Já têm estudos comprovando que a ausência de luz solar favorece o desenvolvimento da depressão e também acarreta na deficiência de vitamina D que está vinculada diretamente ao nosso sistema imunológico.

 

Durante a noite, ou em ambientes desprovidos de iluminação natural, capriche na iluminação artificial, aposte em diversos pontos de luz, pode ser com abajures ou spots instalados no forro, nas paredes ou nos móveis, existem diversos modelos, alguns bem baratos e bastante eficientes garantindo baixo consumo de energia. Iluminação em pontos corretos, além de garantir a funcionalidade do ambiente, deixa-o muito mais bonito e aparentando ser maior do que realmente é.

 

2. Cores claras

 

Ambientes pequenos exigem cores claras, que suavizam as linhas e dão sensação de amplitude. As paredes podem ter mais de uma cor, desde que sejam cores neutras. Gosta de cores fortes? Utilize-as nos itens de decoração, tais como almofadas e vasos. Assim, além de garantir que o espaço não fique sufocante, quando enjoar, a cor pode ser facilmente substituída.

 

3. Móveis

 

Atenção especial aos móveis. Procure sempre que possível planejá-los, o profissional capacitado garantirá que o espaço seja otimizado da melhor forma possível, mas caso não tenha condições, opte por escolher móveis que se adequem ao seu ambiente, meça a parede com a qual o móvel ficará alinhado e escolha um móvel dentro dessas dimensões, evite que ele fique “sobrando” ou que fique em cima de uma abertura, como janelas e portas.

 

Saiba abrir mão de ter alguns móveis, como por exemplo, a mesinha de centro, nem toda sala de estar fica organizada, adequada, funcional e bonita com a mesinha de centro. Uma alternativa é ter mesinhas laterais posicionadas ao lado do sofá, ocupam menos espaço e não interferem na circulação do ambiente.

 

Sempre aproveite a altura. É muito comum encontrarmos ambientes onde a altura visual está limitada, tornando-o ainda mais compacto. Alongue visualmente seu ambiente, instalando prateleiras e nichos nas paredes o mais alto possível. Os nichos e prateleiras, além de bonitos, são funcionais, pois os objetos e livros podem e devem ser guardados nestes móveis, evitando que fiquem espalhados ou até mesmo jogados pelo ambiente.

 

Muito cuidado também com a distância entre o telespectador e a TV. Quanto mais polegadas tiver uma TV, mais longe a pessoa que está assistindo deve ficar dela.

 

Algumas recomendações:



Para saber a altura em que a TV deve ser instalada, considere a distância de aproximadamente 1,20m de distância do centro da tela (metade da TV) até o piso. Sempre verifique esses fatores antes de trocar ou adquirir uma TV, seus olhos agradecem.

 

4. Espelhos

 

Ahh os espelhos! Esses sim fazem verdadeiros milagres visuais. Não tenho medo de colocar espelhos na decoração de ambientes pequenos. A única restrição é não instalar um espelho de frente para o outro, pois gera a sensação de labirinto e desconforto. Objetos metalizados também são bem-vindos.

 

Por hoje é isso, espero que tenham gostado. Beijos de luz e até a próxima!

 

Abaixo, deixo algumas imagens para inspiração.

 

Fotos: Reprodução/Pinterest









Patricia Ampeze

Colunista

A arquiteta e urbanista Patricia Ampeze concilia a profissão com a carreira pública. Aficionada por arquitetura, design, criatividade e inovação, aborda assuntos relacionados à área, esclarecendo dúvidas e compartilhando conhecimento.

arquitetapatriciaampeze@gmail.com


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.