A sociedade parou de pensar e está com medo

Por Jaime Folle

29/03/2019 17:59 - Atualizado em 29/03/2019 17:59



Como sabemos, somos todos os dias bombardeados com notícias ruins, notícias de tragédias, assaltos, acidentes de trânsito, estupros, genocídios, feminicídios, conflitos de gêneros etc... E cada vez mais a grande mídia dá destaque ao que é ruim, separa o joio do trigo e publica somente o joio, dando a falsa impressão de que o mundo vai de mal a pior, quando na verdade é o contrário, o mundo vai de bem pra melhor.

 

O número de pessoas boas se sobrepõe e muito ao número de pessoas ruins, os bons acontecimentos são infinitamente maiores do que as tragédias, o bem viver está muito acima do mal viver. A mídia pode ser considerada aqui uma causadora da proliferação do medo na sociedade, pois o medo deixou de relacionar-se a estórias de contos e mitos, da imaginação durante reuniões de família, para ser um aglomerado de imagens e informações que a televisão e as redes sociais transmitem todos os dias dentro de cada lar e para todas as famílias nos celulares e outros meios.

 

A sociedade parou de pensar e deixou de imaginar os contos para viver nas informações das situações que são transmitidas através dos telejornais e programas de entretenimento que mais são programas de tragédias do que de alegria e entretenimento que praticamente não tem mais nada.

 

Passamos a viver com medo! Temos medo de atrocidades terroristas, de crimes violentos, de agressões sexuais, de água ou ar poluído, de entrar na própria casa e de sair dela, de parar no semáforo. Temos medo da velhice e de ficarmos doentes, de sermos ameaçados, furtados ou roubados. Temos medo da bolsa de valores e da crise econômica. Temos medo de voar de avião. São tantos os nossos medos que não caberia aqui relatarmos todos.

 

Não quero aqui afirmar que o mundo está uma maravilha, isso seria uma utopia de minha parte, e quero é mostrar que existem muito mais coisas boas do que ruins. Se a grande mídia passa 24 horas mostrando a tristeza e as catástrofes, saia dela, mude de canal ou desligue. O Papa Francisco numa entrevista de televisão falou a seguinte frase: “faz mais barulho uma árvore caindo do que mil árvores crescendo”.

 

Então comece agora a mudar a forma de ver o mundo. Existem muito mais possibilidades de soluções do que problemas para serem resolvidos.

 

Até a próxima.


Jaime Folle

Colunista

Formado em empreendedorismo, é um dos mais renomados palestrantes do Sul do Brasil. Está na área desde 2005. É também escritor de vários livros.

jaimefolle@jaimefolle.com.br


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.