A impunidade sem pecado


Por Jaime Folle

28/02/2021 08h05



O que tenho observado, e não sou nenhum retrógrado por estar escrevendo sobre este tema, pois deixo a entender aos meus leitores que não sou de seitas e nem sou teólogo, nem padre e nem pastor, apenas alguém preocupado com algumas coisas que vêm acontecendo nos últimos tempos, onde a impunidade não é mais errado fazer e muito menos ser pecado, pois para escrever esta mensagem pesquisei muito, para estar bem informado e poder alertar aqueles que acham que tudo pode e tudo vale de acordo com sua vontade, que possam refletir um pouco mais antes  de agir.

 

Não estou falando dos grandes bandidos que a imprensa mostra todos os dias, estou me referindo a você mesmo(a), que está lendo esta mensagem, para pensar sobre sua conivência, concordância aí dentro da sua própria casa ou na sua comunidade.

 

O pecado é a única coisa que pode nos afastar de Deus. Se analisarmos o comportamento do mundo de hoje, veremos que as linhas do Plano de Deus estão encurvadas, e o homem perdeu as direções e as coordenadas da sua vida, achando que nada mais é pecado.

 

Transgressão, iniquidade, contravenção, desrespeito, mentiras, roubos, violência, abusos econômicos, abusos de poder, sacanagem, desrespeito de várias ordens: na família, trabalho, trânsito, escolas, lazer, etc... Nada mais é pecado!

 

Na visão de muita gente e de muitos segmentos da grande mídia, tem o entendimento que o pecado nunca existiu, e que estamos livres para praticar o que quisermos sem ter mais que prestar contas a ninguém, muito menos a Deus.

 

Alguns até pregam que o que aqui se faz aqui se paga, ou, o pecado está na sua consciência e somente a você mesmo deve respeitar, o inferno é aqui na terra, e o pior de todos é negar a Deus!

 

“Precisamos diferenciar liberdade e libertinagem. A liberdade nasce do amor verdadeiro e do respeito pelo outro. A libertinagem tem sua origem no egoísmo, na busca desorganizada do prazer e na exploração do outro, na qual o que importa é a satisfação individual. É verdade que até pouco tempo atrás tudo era pecado (visão reducionista) e hoje parece que nada mais é pecado (visão liberacionista)”.

 

Em meio a tudo isso, quero lembrá-los que você tem o livre arbítrio, porém isso não o absolve de prestar conta de seus erros com a sociedade e com Deus, mesmo que você não acredite Nele.

 

Vale uma grande reflexão.

 

Até a próxima!

Jaime Folle

Formado em empreendedorismo, é um dos mais renomados palestrantes do Sul do Brasil. Está na área desde 2005. É também escritor de vários livros.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.