Papel de parede na decoração


Por Francine Gabrielli

28/10/2020 11h17 - Atualizado em 28/10/2020 11h33



Quem ai já pensou em dar uma repaginada na casa? Que tal ao invés da nossa boa e velha pintura, usar papel de parede? Esse é um tipo de revestimento que já foi muito usado e hoje voltou com força total e é uma ótima alternativa pra inovar. Falo isso porque ele apresenta uma imensa gama de texturas, estampas e cores o que acaba captando a necessidade e todos os gostos. O bom dessa variação é a criação de espaços mais modernos ou até mesmo pra quem gosta de seguir uma linha mais tradicional, tudo isso vai depender do seu gosto e estilo.

 

Esse tipo de revestimento já foi um item caro, hoje, no entanto está mais acessível, com um custo que pode variar de acordo com o tipo. Possui uma aplicação simples que é feita por um profissional, ou até mesmo por você se assim preferir (youtube sempre salvando).



Os papeis de parede contam com vários tipos, sendo assim se diferenciam uns dos outros pelo material que possuem:

 

Tradicional: seu componente básico é a celulose, por isso é ideal para ambientes secos e sua limpeza pode ser feita apenas utilizando um paninho úmido.

 

TNT: esse papel é fabricado a base de fibras de poliéster e celulose, mas não chega a ser tecido, sua limpeza deve ser feita com detergente neutro e também é ideal para ambientes secos.

 

Vinílico: é fabricado em PVC, e é diferente do material tradicional por ser muito resistente a umidade. Sendo assim, pode ser usado em ambientes como cozinha, lavanderia, etc. Sua higienização pode ser feita facilmente com um pano úmido.

 

Além de uma variedade de tipos, ele pode ser usado em todas as paredes do cômodo. Não existem regras, apenas cuidado com exageros, pois ele tem o intuído de embelezar e tornar o espaço aconchegante.

 

Para auxiliar na escolha de qual papel parede usar vou passar alguns passos que podem lhe ajudar:

 

▪ Pense nos cômodos da casa como um todo; pense no equilíbrio para tomar uma decisão planeje quais os móveis, objetos e as suas disposições para que elas fiquem em harmonia com o novo cenário.

 

▪ Procure tendências para criar sensações de seu agrado. Para os próximos anos, as tendências estão voltadas para as formas geométricas, imitação de alguns materiais, como madeira, mármore, azulejos e até mesmo os tijolos. Para quem busca sofisticação, as linhas de cores metalizadas e com efeitos em ouro. Combine a sofisticação e a leveza do ambiente com as texturas e cores aos seus móveis, eletrodomésticos, etc.

 

▪ Pesquise os tipos de materiais e as indicações após definir os ambientes que receberão o revestimento (tradicional, vinílico, TNT).

 

▪ Aposte nas combinações de texturas, estampas e cores. Isso varia da personalidade de cada pessoa, combine a palheta de cores entre os papéis, parede e teto dos cômodos e sempre tome cuidado para não deixar o ambiente carregado demais.



▪ Formas de aplicações diferentes. Existem possibilidades de trabalhar com formatos na hora de instalar na parede, assim também se pode criar novas sensações para o ambiente. Exemplos:

 

Meia parede: forma mais econômica para aplicar o material, ajudando a equilibrar a decoração dos ambientes entre cores e texturas;

 

Faixa na parede: para ambientes mais carregados é indicada apenas uma faixa do material na parede para acrescentar um toque moderno no espaço.

 

▪ Calcule o material para evitar gastos desnecessários. Para isso, é preciso medir corretamente a parede, nas suas proporções do rodapé ao teto, e pensar nas formas e desenhos que você vai formar.



O papel de parede sem dúvida alguma é catalogado pela sua facilidade, praticidade e durabilidade. Com o passar dos tempos sofreu alterações na sua composição e atualmente consegue atender os cômodos internos com muita eficiência. Pra quem está pensando em dar um novo visual pra seu lar essa é uma ótima opção sem dúvidas. Espero que com esse resumo vocês se inspirem e queriam transformar um ambiente ai com um papel parede que se identifica com vocês. E se você lembrou de alguma experiência com esse tipo de material, aproveita a visita e deixe seu comentário, compartilhe sua experiência e opinião sobre o assunto. Grande beijo e até mais.

Francine Gabrielli

Natural de Ponte Serrada, Arquiteta e Urbanista formada pela Unochapecó, apaixonada por arquitetura de interiores. Falará sobre temas diversos que envolvem arquitetura, escrita de modo simples, versátil e didático tendo como propósito levar opções práticas para o leitor.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.