Comida de Origem: Prosciutto di Parma


Por Samara dos Santos

10/03/2020 14h13 - Atualizado em 17/04/2020 14h39




Para fechar com chave de ouro essa série de comidas de origem, temos o meu preferido que é o presunto de Parma. Aqui a gente conhece ele como presunto cru e já adianto que se você ainda não experimentou está perdendo e muito essa delicinha!

 

Como um bom alimento com Denominação de Origem Protegida (DOP) os cuidados começam já com a criação dos porcos que são alimentados de forma controlada com uma ração de cevada, milho e soro do leite, precisam ter no mínimo nove meses de vida e 140kg. Todo esse processo, incluindo o corte da carne dura entre um e dois anos. 

 

O processo de cura como de muitos outros alimentos é feito a partir da desidratação da pata traseira do porco e como todo alimento de origem só é di Parma se foi produzido na região de Parma, na Itália. Alguns estudos arqueológicos constataram que esse tipo de alimento era fabricado já no século V (cinco) antes de Cristo. A cura é um excelente processo de conservação, depois de serem expostas por dois dias à fumaça, as peças eram esfregadas com óleo e vinagre e penduradas para perder a umidade. 

 

Hoje em dia depois de salgada o pernil recebe uma massagem para amassiar as fibras e o sal penetrar melhor. Depois da segunda salga ele fica de 10 a 12 meses maturando. Após esse processo passam por uma avaliação de aroma e aparência e se estiver perfeito recebe uma marca a ferro quente no formato de uma coroa. 

 

No Brasil a produção de presuntos tipo Parma é feito em câmaras que reproduzem as condições climáticas ideais da região de produção italiana. 

 

Sempre servido em fatias finas e muito comum com queijos de mofo branco, como brie e camembert que são queijos mais suaves, e frutas que são produtos que são elevados a partir do salgado do prosciutto. 

 

Você pode comer ele cru mesmo em tabuas de frios ou em sanduíches ou assado no forno como uma fatia de bacon bem crocante. 

 

Vou deixar uma receita para os cozinheiros de fim de semana brilharem no almoço diferentão de domingo: Espaguete em natas com espinafre, presunto cru e queijo brie.



Ingredientes: 

 

- 200g Espaguete


- 2 dentes de alho picados


- 300ml de natas 


- 2 xícaras de espinafre cru 


- 80g de presunto cru 


- Pimenta do reino a gosto


- Queijo parmesão a gosto

 

- 150g de queijo brie cortado em cubos pequenos

 

Modo de Preparo: 

 

- Cozinhe o espaguete por 2 minutos a menos que o tempo indicado na embalagem 


- Junte em uma travessa o macarrão pré cozido, acrescente o alho picado, espinafre, queijo brie cortado, o presunto cru, a pimenta e cubra com as natas. Coloque o queijo parmesão por cima e deixe em forno alto (200°C) até o queijo gratinar. Só servir.


- Dica: o macarrão sempre cozido em água salgada como a do mar. 

 

Não é indicado o consumo do presunto cru por pessoas com dieta com redução de sódio, como os hipertensos.

 

Aproveita essa receita e se fizer me marca lá no instagram. 

 

Deixa aqui nos comentários se você já comeu presunto de Parma ou presunto cru brasileirão mesmo. Se sim, me conta o que achou. 
 

Um beijinho e até semana que vem.



Samara dos Santos

27 anos e carioca. Gastrônoma de formação, mas confeiteira por amor. Trabalhou em vários eventos de confeitaria pelo país e com chefs internacionalmente reconhecidos. Está aqui para falar de gastronomia e alimentação de forma simples e descomplicada.

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS