O mau uso de medicamentos

Texto de Jandira Aparecida Barbieri, aluna do curso Técnico em Enfermagem do Mais Cursos Técnicos

28/01/2020 10h32 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



Com o avanço da tecnologia, as grandes indústrias investem em uma variedade de medicamentos, os quais auxiliam em diversos tratamentos sendo de grande importância para os sistemas de saúde, porém, quando utilizados de maneira inadequada e abusiva tornam-se prejudiciais à saúde. Muitas vezes sem conhecer os riscos e a dosagem inadequada o consumo de certo medicamento pode causar danos à saúde, as pessoas acabam consumindo-os sem prescrição médica, sendo orientados apenas por leigos, amigos ou vizinhos. O uso excessivo de medicamentos pode se refletir em danos das mais diversas formas inclusive deixando o organismo suscetível a diversas doenças, isto porque quando não é feito o tratamento correto, o uso pode mascarar doenças mais graves. Além do mais, estudos comprovam que o uso incorreto de medicamentos, pode levar o organismo à dependência química acarretando assim em problemas neurológicos. Segundo um relatório de entidades ligadas à Organização das Nações Unidas (ONU), divulgado em 2010, há um alerta em relação ao uso excessivo de medicamentos e os consequentes casos de resistência antimicrobiana que podem causar a morte de até 10 milhões de pessoas todos os anos até 2050.

 

Desta maneira, nós como profissionais da área da saúde, devemos lembrar da importância de informar e alertar a população sobre os riscos da automedicação, e oferecer meios alternativos de tratamentos, como os fitoterápicos, porém mesmo que natural, devemos ter o devido cuidado, usando de forma consciente, para não acarretar prejuízos a nossa saúde. Existem casos em que se faz necessário o tratamento feito através dos medicamentos, porém está pratica deve ser feito através da orientação de um profissional capacitado, que irá lhe indicar a dosagem correta, bem como o medicamento correto para cada caso, além disso, nunca devemos fazer o uso de remédios indicados por outras pessoas, pois nenhum organismo reage da mesma maneira, podendo assim causar danos irreversíveis.

 

O melhor caminho é saber qual o tratamento adequado feito por um profissional capacitado que além de ter estudado para isso vai saber avaliar o paciente num todo, preservando assim o nosso bem mais precioso, a vida. Afinal a frase proferida por Paracelso – Médico e físico do século XVI continuam valendo: A diferença entre o remédio e o veneno é a dose.

 

Por Jandira Aparecida Barbieri

Aluna do curso Técnico em Enfermagem do Mais Cursos Técnicos

 

 

 

Referências Bibliográficas

O GLOBO, G1 mundo, NOTÍCIAS

Disponível em: http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL1503617-5602,00-USO+ABUSIVO+DE+MEDICAMENTOS+SUPERA+O+DE+HEROINA+COCAINA+E+ECSTASY+DIZ+O

Acesso em dezembro de 2019.

Organização das Nações Unidas ONU

Disponível em: https://nacoesunidas.org/relatorio-da-onu-aponta-aumento-do-abuso-de-medicamentos-prescricao-mundo/

Acesso em dezembro de 2019.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.