Açúcar: do luxo ao lixo


Por Samara dos Santos

15/10/2019 11h35 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



O primeiro registro do açúcar é do século XI (Foto: Melyna Branco)

Olá meu bem, tudo bem?

 

Hoje é dia de história polêmica, que vamos combinar, é disso que o povo gosta! Confusão e gritaria. E a história do Brasil é cheia disso. Então vamos começar com uma das maiores polêmicas alimentares do século XXI: o açúcar.

 

É um produto que a história se confunde com a do Brasil, mas seu primeiro registro é laaaaaá do século XI, na Nova Guiné, no mercado de luxo. Até o século XVII o açúcar era um produto tão caro que era usado como dote de matrimônio de famílias abastadas e sinônimo de nobreza. Agora imagina você colocando duas colheres de açúcar no seu café nessa época... MILIONÁRIO!!!

 

Na escola começamos a estudar a história do Brasil a partir de seus ciclos econômicos, você deve se lembrar que um dos mais importantes foi o ciclo da cana-de-açúcar. Ele foi nossa primeira riqueza agrícola e industrial, ou seja, a tecnologia dos engenhos chegando a terras tupiniquins. Você deve estar pensando “mas a revolução industrial só aconteceu lá em 1760! Que indústria?”. Indústria movida a força animal e escrava, indústria de beneficiamento.  

 

Os portugueses muito espertos e donos do cultivo de cana-de-açúcar brasileiro desenvolveram a cultura dos doces e açucareiras, como as frutas cristalizadas, frutas em calda e doces de ovos. E a gente que não é bobo nem nada deixou uns doces desses por aqui mesmo, menos o panetone que a gente poderia esquecer e deixar só o chocotone né meu povo?! Hahaha.

 

Com o crescimento da produção e da demanda, devido as tecnologias industriais, o açúcar se tornou um produto comum e barato como conhecemos hoje. Isso obviamente resultou no uso desde remédios, conservantes, especiarias culinárias para acentuar sabores até alimentos básicos da classe trabalhadora, resultando em um consumo excessivo que traz problemas a nossa saúde.

 

A indústria alimentícia se utilizou do açúcar, primeiramente, como conservante, mas após muitos estudos hoje ela utiliza principalmente como acentuador de sabor em quase todos os produtos alimentícios.

 

Você tem consciência hoje da quantidade de açúcar que você consome por dia? Quantos alimentos hoje na sua casa tem açúcar na composição? Quais deles tem o açúcar como um dos primeiros ingredientes?

 

Conta aqui nos comentários quantos produtos que estão na sua casa tem açúcar e você nem imaginava. E me diz se depois de descobrir a quantidade de produtos com açúcar que você compra se você pensa em diminuir seu consumo ou se sua despensa saiu quase ilesa.

 

Até semana que vem!

E aí, encontrou muito açúcar na sua despensa? Conta pra mim nos comentários! (Foto: Arquivo pessoal)

Samara dos Santos

27 anos e carioca. Gastrônoma de formação, mas confeiteira por amor. Trabalhou em vários eventos de confeitaria pelo país e com chefs internacionalmente reconhecidos. Está aqui para falar de gastronomia e alimentação de forma simples e descomplicada.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.