Explosão de carro-bomba em escola da polícia deixa mortos na Colômbia

Até o momento, há nove mortos e 54 feridos, segundo autoridades

17/01/2019 17:57



Carro em chamas é visto em academia da polícia colombiana, em Bogotá (Foto: AP Photo)

Um carro explodiu nesta quinta-feira, dia 17, em uma escola da polícia da Colômbia. O Ministério da Defesa, citado pelos meios locais, afirmou que nove pessoas morreram e 54 ficaram feridas.

 

O presidente Iván Duque classificou o incidente como "ato terrorista". As autoridades investigam o caso.

 

O jornal "El Tiempo" diz que as primeiras versões sobre o caso indicam que um homem chegou dirigindo um veículo utilitário até a porta da escola. Na entrada, um cão farejador detectou o perigo e, quando os agentes tentaram impedir o carro, ele acelerou e atropelou um dos vigias.

 

Em seguida, avançou em alta velocidade por pouco mais de 200 metros e explodiu quando passou perto do alojamento das mulheres na escola. Uma fonte policial disse ao jornal que o motorista está entre os mortos.

 

Pouco antes de o carro explodir, era realizada uma cerimônia de promoção de cadetes. Imagens postadas nas redes sociais mostram restos de um carro calcinado.

 

Testemunhas afirmaram que ouviram uma forte explosão que destruiu janelas de edifícios perto do local.

 

Segundo os primeiros relatos, um motorista chegou na portaria da escola, foi interceptado pelo controle de segurança e acelerou o carro, que teria batido contra uma parede.

 

 



Do G1


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.