Biden lidera e Trump fala em fraude nas eleições dos EUA

Disputa pela presidência norte-americana chega ao ponto mais importante

Por Oeste Mais

04/11/2020 10h52



Projeções indicam vitória de Biden, mas Trump alega que é "fraude" (Foto: Mandel Ngan e Angela Weiss/AFP)

Na reta final da apuração das eleições nos Estados Unidos, Donald Trump se declarou vencedor e disse que vai buscar a Suprema Corte. A afirmação, no entanto, não tem validade legal, e a disputa pela Casa Branca permanece indefinida, com votos ainda sendo contados em alguns estados.

 

O democrata Joe Biden conseguiu vitórias importantes, como no Arizona, tem grande chance de vencer na Geórgia e lidera a disputa com 238 votos no Colégio Eleitoral. O republicano Donald Trump tem a seu favor as conquistas na Flórida, no Texas e em Ohio, lidera a apuração nos quatro maiores estados ainda em disputa e tem 213 votos de delegados.

 

Os estados decisivos para o resultado devem ser Pensilvânia, Michigan, Wisconsin e Geórgia. Trump venceu nesses quatro estados em 2016 e está à frente na apuração em três deles.

 

Falta contar, entretanto, uma série de votos enviados pelo correio — e a expectativa é que essas cédulas, enviadas antecipadamente, favoreçam Biden. Essa contagem pode levar dias até que seja concluída, mas a dúvida é se isso será suficiente para o democrata virar o jogo.

 

Em discurso na Casa Branca, Trump disse que era muito difícil Biden reverter a vantagem nesses estados e disse que iria à Suprema Corte — que tem ampla maioria conservadora — para pedir a interrupção da contagem dos votos.

 

Biden afirmou que a declaração é "ultrajante, sem precedentes e incorreta" e que "a eleição não acaba até que todos os votos seja contados".

Com informações do G1


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.