Macacos pegam amostras de sangue com coronavírus na Índia

Ambientalistas dizem que a destruição do habitat natural é a principal razão para os macacos migrarem para áreas urbanas em busca de alimento

Por Oeste Mais

29/05/2020 16h23


Um grupo de macacos atacou um profissional de saúde e pegou amostras de sangue de pacientes que tiveram diagnóstico positivo do coronavírus na Índia, disseram autoridades locais nesta sexta-feira, dia 29.

 

O ataque ocorreu nesta semana quando um técnico de laboratório percorria o campus de uma universidade médica estatal de Meerut, situada 460 quilômetros ao norte de Lucknow, capital do estado de Uttar Pradesh.

 

"Macacos agarraram e fugiram com as amostras de sangue de quatro pacientes de Covid-19 que estão em tratamento... tivemos que tirar amostras de sangue de novo", contou o médico S. K. Garg.

 

As autoridades disseram que não têm certeza se os macacos derramaram as amostras de sangue, mas pessoas que moram perto do campus arborizado temem uma disseminação ainda maior do vírus se os macacos levarem as amostras para áreas residenciais.

 

Garg disse que tampouco está claro se os animais podem contrair o coronavírus se tiverem contato com sangue infectado. "Não tem se encontrado indícios de que macacos podem contrair a infecção", disse Garg à Reuters.

 

Acredita-se que o vírus passou de animais para pessoas no mercado de animais silvestres da cidade chinesa de Wuhan no final do ano passado.

 

A Índia teve 165.799 casos de coronavírus e 4.706 mortes até agora.

 

Os macacos vêm adentrando cada vez mais em assentamentos humanos da Índia e causando distúrbios, chegando a atacar pessoas. Ambientalistas dizem que a destruição do habitat natural é a principal razão para eles migrarem para áreas urbanas em busca de alimento.

Com informações do G1

COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.