Grêmio dá de ombros para o Brasileirão e fica a 10 pontos do líder


Por Marcelo Perosin Vieira

09/07/2017 19h10 - Atualizado em 17/04/2020 14h39



A derrota do Grêmio para o Avaí decretou a impossibilidade de conquista da competição nacional mais importante, o Campeonato Brasileiro de 2017. A 10 pontos de distância do líder Corinthians, a luta pelo tri ficou praticamente inalcansável. Ao repetir a atuação da derrota contra o Corinthians, mais uma vez perdeu uma chuva de gols, perdeu um pênalti e o jogo. Tudo bem que a atuação do goleiro avaiano Douglas foi de encher os olhos, mas a ineficiência do ataque tricolor contribuiu para a derrota e consequente perda da segunda posição na tabela para o Flamengo, adversário do próximo jogo fora de casa, quinta-feira.

 

Erro na escalação e substituição

 

Renato começou o jogo com Fernandinho em campo, no lugar de Pedro Rocha machucado, ele não foi bem. A torcida ficou contrariada com a presença de Miller Bolaños no banco de reservas. No segundo tempo, quando precisava atacar o Avaí, o técnico tirou de campo o meia Arthur, que dava o toque de qualidade no meio campo gremista, a partir daí o time  começou a rodar a bola sem muita objetividade dando espaços ao adversário, que soube aproveitar o contra-ataque e marcou o segundo gol, matando o jogo.

 

Chapecoense

 

O empate da Chape em casa com o Atlético-PR deixou o time do oeste perigosamente perto da zona do rebaixamento. Na estréia do novo técnico Vinícius Eutrópio, que ficou nas tribunas devido a uma punição sofrida no seu último clube da série B, o time do oeste teve boa movimentação de bola e boas chances de gol, porém foi surpreendido pelo adversário, que marcou seu gol nos minutos iniciais. A Chape deu mostras de recuperação na competição desenvolvendo um bom futebol. O próximo jogo será na próxima quinta-feira contra o Sport, no Recife.

 

Internacional

 

A quase derrota para o Criciúma deixou o Inter mais uma rodada fora do G4, o empate no Beira Rio mais uma vez evidenciou a fragilidade do elenco. Apenas uma vitória nos últimos cinco jogos, não credenciam o time vermelho a uma vaga na Série A do ano que vem, infelizmente. Guto Ferreira, ainda bancado pela direção, disse na coletiva de imprensa depois do jogo, que viu evolução no time. Pena que só ele viu essa evolução, eu continuo afirmando que se não reforçar o elenco, não sobe. Mas tem uma maneira de o Rio Grande do Sul ter dois times na Série A do ano que vem, o Juventude, líder da segundona, vem dando mostras de que subirá. O time de Caxias vem demonstrando um excelente futebol.



Marcelo Perosin Vieira

Trabalhou como repórter e radialista por 25 anos, desde 1990. Atualmente é empresário e acadêmico de Engenharia Civil. Escreve sobre esporte para o Oeste Mais, em especial, Chape, Grêmio e Inter.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.