Projeto que cria lei de incentivo ao esporte é aprovado em primeira votação em Ponte Serrada

Por Câmara de Vereadores de Ponte Serrada

03/07/2018 09:17


Proposto pela vereadora Rubia Caroline Wrubel, um projeto de incentivo à política de esporte foi aprovado por unanimidade, em primeira votação, na sessão da Câmara de Vereadores de Ponte Serrada desta segunda-feira, dia 2. O texto prevê a criação da “Lei Isidoro Oltramari”, destinada a atletas amadores, profissionais, paratletas e associações esportivas do município.

 

O texto tem a finalidade de implementar ações que viabilizem o desenvolvimento do potencial esportivo dos beneficiados, incentivando o esporte amador nos seguintes aspectos: recrutamento, seleção, formação e desenvolvimento de atletas municipais; fomentar a prática e o desenvolvimento do esporte entre crianças e adolescentes em situação de risco pessoal e social.

 

“Seu Oltramari, como era conhecido no meio esportivo, foi um grande apaixonado pelo esporte, especialmente o futebol de campo. Participou assiduamente, de forma incansável, de inúmeras competições, especialmente na condição de treinador. E pelo que eu ouvi falar, ele investia o próprio recurso para incentivar e manter a atividade esportiva no nosso município”, recordou a vereadora Rubia.



Entre os benefícios da lei, os atletas poderão ter a concessão de passagens ou o custeio de combustível para que consigam participar de competições fora do município, além da cobertura de despesas com hospedagem, auxílios para alimentação, inscrições nos eventos esportivos ou eventuais despesas com medicamentos.

 

“Para a concessão dos benefícios da Lei Isidoro Oltramari, o atleta amador, profissional ou paratleta deverá residir no município de Ponte Serrada e a associação esportiva deverá ter sede no município de Ponte Serrada e comprovar, através de meio idôneo, aptidão para o desempenho da modalidade esportiva a qual pretendem representar”, diz o artigo quarto da lei.

 

Os atletas beneficiados deverão divulgar o nome do município de várias formas, como nos uniformes e contatos com a imprensa, além de estarem presentes em eventos esportivos organizados pelo município quando forem solicitados, autorizarem o uso da sua imagem pelo município e prestarem contas até 15 dias depois da realização do evento em que receberem o apoio.

 

A decisão pela concessão ou não dos benefícios previstos pela Lei Isidoro Oltramari ficará a cargo da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte de Ponte Serrada. “Quanto ao nome desse projeto, Isidoro Oltramari, tenho a certeza de ser uma justa e merecida homenagem a esse homem que foi tão importante no esporte ponteserradense”, concluiu a vereadora Rubia. O projeto ainda será submetido a uma segunda votação e redação final.


Este conteúdo é de responsabilidade da Câmara de Vereadores de Ponte Serrada.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.