Indicação e projetos são aprovados em sessão do Legislativo de Ponte Serrada

Por Câmara de Vereadores de Ponte Serrada

21/09/2021 10h00 - Atualizado em 21/09/2021 10h00





Projetos e uma indicação foram aprovados na sessão desta segunda-feira, dia 20, da Câmara de Vereadores de Ponte Serrada. A indicação foi apresentada de forma conjunta pela bancada do PP – vereadores Francinara Magrini Ferreira, Milena Aparecida da Silva e Nordival de Quadros Junior. Dois projetos foram propostos pelo vereador Robson Acunha.

 

Os vereadores da bancada do PP solicitaram que seja construído um abrigo nas proximidades da Cooperfaps para a acomodação de pessoas que utilizam o transporte rodoviário. O objetivo é beneficiar alunos e trabalhadores das comunidades próximas. “Tem um número considerável de pessoas que dependem do ponto de ônibus, principalmente alunos que ficam sob as intempéries do tempo aguardando o transporte, crianças humildes que nem sequer dispõe de um guarda-chuva”, justificaram.

 

Projetos

 

A Câmara de Vereadores votou favorável ao projeto que prevê a criação de um curso pré-vestibular e preparatório para o ingresso de alunos no ensino superior e concursos públicos.

 

De autoria do vereador Robson Acunha, a proposta é que o município disponibilize nas escolas públicas da rede municipal aulas de revisão dos ensinos fundamental e médio, nas disciplinas de português, redação, literatura, aprendizagem e gestão, filosofia, sociologia, conhecimentos gerais, matemática, química, física, biologia, geografia, história, inglês e espanhol.

 

“Muitas pessoas não dispõem do recurso financeiro para estar se preparando pra concursos públicos, de ingresso de carreira. Então apresentamos esse projeto pra que o município crie esses cursos preparatórios. Muitas pessoas terão a oportunidade de estarem se preparando para prestar concursos públicos e entrar em universidades”, disse Robson.

 

O vereador também foi autor de um segundo projeto, que prevê a implantação na rede pública municipal do ensino de noções básicas sobre a Lei Maria da Penha, que combate a violência contra a mulher. O objetivo é fornecer aos alunos informações pertinentes ao contexto da legislação e conscientizar os estudantes da importância do respeito aos direitos humanos.

 

“As equipes das escolas municipais deverão ser capacitadas quanto às estratégias metodológicas no desenvolvimento do trabalho pedagógico acerca da temática, com apoio do Conselho Municipal da Mulher e demais instituições de fortalecimento à implementação das políticas para mulheres. O ‘Projeto Lei Maria da Penha na Escola’ será desenvolvido ao longo de todo o ano letivo, realizando no mês de março uma programação ampliada específica em alusão ao Dia Internacional da Mulher, destacando o tema do qual trata a presente Lei”, aponta os artigos finais da proposta.

Este conteúdo é de responsabilidade da Câmara de Vereadores de Ponte Serrada.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.