Presidente da Câmara de Vereadores de Chapecó vai a júri popular em abril

Arestide Fidélis responde por tentativa de homicídio e embriaguez ao volante após se envolver em acidente em 2014

Por Oeste Mais

01/02/2019 07:58



Fidélis será réu por tentativa de homicídio e embriaguez ao volante. (Foto: Divulgação)

O presidente da Câmara de Vereadores de Chapecó, Arestide Fidélis, será julgado no próximo dia 12 de abril no Fórum do município. Ele responde pelo crime de tentativa de homicídio contra sete pessoas e embriaguez ao volante após colidir com dois veículos no dia 1º de maio de 2014. O julgamento terá início às 8 horas da manhã.

 

Na época, Arestide chegou a ficar preso e foi solto após 33 dias. O parlamentar ainda responderia por fugir do local do acidente, mas o advogado de defesa recorreu e a alteração foi deferida pelo Tribunal de Justiça, que reconheceu a inconstitucionalidade do delito. O caso segue sob responsabilidade da 1ª Vara Criminal da comarca de Chapecó.

 

O acidente ocorreu no Contorno Viário Oeste, na altura do Bairro Santo Antônio em Chapecó. Segundo testemunhas, o vereador estava na contramão quando atingiu a lateral do primeiro carro onde estavam um casal e um menino de quatro anos de idade — a mulher estava grávida de sete meses.

Julgamento será realizado no dia 12 de abril, no Fórum de Chapecó (Foto: Divulgação)

O vereador continuou em alta velocidade pela mão contrária da via e bateu de frente com outro veículo. No carro estavam um casal e os dois filhos — um menino com nove anos e uma adolescente de 13. A jovem teve ferimentos mais graves e traumatismo craniano. Todos os envolvidos foram socorridos e se recuperaram.

 

Na denúncia ainda consta a informação de que o parlamentar deixou o local do acidente e pediu para se esconder na casa de uma família moradora do bairro. Os policiais o encontraram no banheiro da residência com forte cheiro de bebida alcóolica, desordem nas vestes, olhos vermelhos e bastante eufórico. O teste de bafômetro apontou a embriaguez.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.