Pai e filho são condenados por tentativa de homicídio em Ponte Serrada

Júri popular de crime cometido em abril de 2018 foi realizado ao longo desta terça-feira

Por Oeste Mais

06/02/2019 08:40 - Atualizado em 06/02/2019 08:40


Acusados de praticarem uma tentativa de homicídio no final de abril do ano passado, os réus Gilberto Alves Pereira, de 55 anos, e Adriano Alves Pereira, de 26, foram julgados nesta terça-feira, dia 5, em júri popular realizado no município de Ponte Serrada, onde o crime foi cometido.

 

Gilberto foi condenado a oito anos de reclusão por tentativa de homicídio privilegiado — violente emoção após ato injusto da vítima — com a qualificadora de emboscada. Já Adriano recebeu a pena de dez anos e dez meses. A condenação foi por tentativa de homicídio qualificado, com duas qualificadoras: emboscada e motivo torpe.

 

Pai e filho, Gilberto e Adriano respondem pelo crime praticado no dia 28 de abril de 2018, no Bairro Cascatinha em Ponte Serrada. Na ocasião, eles balearam Laodir Bisatto. Na época, a vítima foi socorrida e levada a um hospital, recuperando-se.

 

De acordo com o relato do homem às autoridades policiais, ele estava de carro quando Gilberto e Adriano teriam o chamado para conversar. Os disparos foram feitos após a vítima parar o veículo.

 

Os condenados já estavam presos preventivamente no Presídio Regional de Xanxerê. Adriano foi preso no dia 18 de maio. Gilberto se apresentou no dia 25 de julho. Ambos permanecerão à disposição da Justiça, que negou o direito de recurso da sentença em liberdade.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.