Paciente será indenizada após ter material cirúrgico esquecido no corpo

Paciente fez exame de colposcopia e biópsia em um hospital de Imbituba, a fim de detectar um possível câncer no colo do útero

Por Oeste Mais

16/05/2019 16:24 - Atualizado em 16/05/2019 16:24



Uma mulher será indenizada em R$ 15 mil após descobrir que estava com uma faixa de gaze dentro do canal vaginal. A paciente realizou um exame de colposcopia e biópsia em um hospital de Imbituba, a fim de detectar um possível câncer no colo do útero. Dias depois do procedimento, ela apresentou reações e voltou ao hospital. O caso foi julgado pelo titular da 1ª Vara da comarca de Imbituba, juiz Antônio Carlos Ângelo.

 

Segundo o Poder Judiciário de SC, a paciente chegou a buscar atendimento médico após apresentar dores, inchaço abdominal e mau cheiro, mas foi informada que os sintomas eram normais e recebeu prescrição de medicamentos.

 

Onze dias depois de ter realizado o exame ginecológico e com pioras nos sintomas, a mulher sentiu um pedaço de tecido saindo do corpo enquanto tomava banho. Ao procurar por atendimento de emergência, foi promovida a retirada de uma faixa cirúrgica com 26 centímetros do canal vaginal.

 

A vítima será indenizada em R$ 15 mil além do pagamento de metade das custas e despesas processuais, além de honorários de sucumbência, fixados à razão de 12,5% do valor atualizado da condenação. O réu foi acusado por danos morais decorrente de erro médico, em virtude da negligência, imperícia e imprudência.

 

No exercício da atividade de médico, o profissional deixou de prestar a assistência necessária após a realização de procedimento cirúrgico e, ainda, esqueceu material cirúrgico em seu corpo. Cabe recurso ao Tribunal de Justiça

Com informações do ND Mais


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.