Mulher que foi atropelada fora da faixa de pedestre é condenada a pagar conserto do veículo

Atropelamento aconteceu em uma via movimentada, em junho de 2017, em Chapecó

Por Oeste Mais

28/02/2019 18:03 - Atualizado em 28/02/2019 18:55



Uma mulher que foi atropelada fora da faixa, em junho de 2017, terá que pagar o conserto do veículo que lhe atingiu. O atropelamento aconteceu em uma via movimentada de Chapecó e, por isso, sinalizada devidamente. De acordo com depoimento de um guarda municipal que atendeu a ocorrência, essa rua possui faixas de pedestres a cada 100 metros.

 

Não houve indícios de que a motorista trafegasse em alta velocidade, tampouco sob embriaguez. A pedestre admitiu que optou pela travessia no local mais próximo ao destino e não pelo local mais seguro, que seria a faixa de segurança.

 

Sendo assim, ao invés de ser indenizada, como pretendia inicialmente, a pedestre foi condenada a custear os danos materiais da motorista. Para evitar um acidente maior, a mulher bateu numa mureta e atingiu outro veículo. A autora do processo terá que pagar R$ 2,8 mil com juros retroativos à época do atropelamento.

 

De acordo com a sentença, houve, por parte da autora, falta de cuidado ao atravessar uma rua movimentada, parando em meio à pista para tentar concluir a passagem, razão pela qual, ao ingressar na via fora da faixa de segurança destinada aos pedestres, ‘entrou na frente’ do veículo e causou o acidente, restando incontroversa a culpa da autora e não da ré.


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.