Júri popular de presidente da Câmara de Vereadores de Chapecó é iniciado

Aristide Fidélis responde por sete tentativas de homicídio e embriaguez ao volante devido a um acidente em 2014

Por Oeste Mais

12/04/2019 08:36 - Atualizado em 12/04/2019 08:36


Aristide Fidélis é julgado no Fórum de Chapecó (Foto: Elizandra Gomes/Assessoria Oeste TJSC)

O julgamento do presidente da Câmara de Vereadores de Chapecó, Aristide Fidélis (PSB), começou na manhã desta sexta-feira, dia 12, no Fórum de Chapecó. Ele responde por sete tentativas de homicídio e embriaguez ao volante devido a um acidente ocorrido no dia 1º de maio de 2014, no Contorno Viário Oeste em Chapecó. O carro que ele dirigia bateu em outros dois, deixando sete pessoas feridas, uma delas com gravidade.

 

De acordo com a denúncia, ele teria fugido do local e se escondido em uma casa. Os policiais encontraram Aristide e fizeram teste do bafômetro, que apontou embriaguez. Fidélis chegou a ser preso por 33 dias, até conseguir habeas corpus. Em 2016, a Justiça de Chapecó determinou o júri popular. A defesa do vereador recorreu, mas o Tribunal de Justiça confirmou a decisão.

 

O júri é presidido pelo juiz da 1ª Vara Criminal da Comarca de Chapecó, Jeferson Vieira. Na acusação atua o promotor Cyro Luiz Guereiro Júnior. Os advogados de defesa são Gilson Roberto Thomé Vieira, Arthur Fernando Losekann, Nilton João de Macedo Machado e Guilherme Stinghen Gottardi. Vinte pessoas deverão ser ouvidas durante o julgamento.

Com informações da NSC


COMENTÁRIOS

Os comentários neste espaço são de inteira responsabilidade dos leitores e não representam a linha editorial do Oeste Mais. Opiniões impróprias ou ilegais poderão ser excluídas sem aviso prévio.